Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Maia vê reformas prioritárias aprovadas antes das eleições municipais

15/11/2019 - 19:53
Rodrigo Maia
Maia diz que há um consenso sendo construído com a equipe econômica de Bolsonaro sobre os termos da polêmica reforma tributária (Imagem: REUTERS/Adriano Machado)

O congresso brasileiro provavelmente vai conseguir aprovar as principais reformas propostas pelo governo até julho do próximo ano, quando as campanhas para as eleições municipais devem redefinir as prioridades legislativas.

É o que diz o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, que tem impulsionado a agenda econômica do presidente Jair Bolsonaro, a começar pela reforma da Previdência no primeiro semestre deste ano.

Entre as propostas que Maia considera prioritárias estão a reforma tributária, a mudança na lei sobre saneamento básico que pode liberar bilhões em investimentos em infraestrutura e a autonomia do Banco Central.

“Essas propostas fortalecem o parlamento”, disse Maia, 49 anos, em entrevista na sede da Bloomberg em Nova York. “Temos um congresso reformista”, disse ao explicar os motivos para o otimismo.

Maia diz que há um consenso sendo construído com a equipe econômica de Bolsonaro sobre os termos da polêmica reforma tributária, que provavelmente restabelecerá uma tributação sobre dividendos.

Na semana passada, o presidente, ao lado de Guedes, foi ao Congresso para entregar pessoalmente uma série de projetos de lei que ajudam os órgãos governamentais a cumprirem o teto de gastos (Imagem: Arquivo/Tânia Rêgo/Agência Brasil)

O presidente da Câmara diz que conversa pelo telefone com o ministro da Economia, Paulo Guedes, pelo menos duas vezes por semana e que seu relacionamento com o presidente Bolsonaro está indo muito bem depois de uma série de confrontos no início do ano.

Na semana passada, o presidente, ao lado de Guedes, foi ao Congresso para entregar pessoalmente uma série de projetos de lei que ajudam os órgãos governamentais a cumprirem o teto de gastos e a chamada regra de ouro, que estabelece que os déficits orçamentários não devem exceder o investimento.

O pacote também incluía propostas para reduzir as despesas com folha de pagamento, reestruturando as carreiras dos servidores públicos.

A maioria dessas propostas deve enfrentar pouca oposição entre os congressistas, disse ele. “Não vejo motivos para não serem aprovadas até julho”, disse Maia.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Gustavo Kahil - 15/11/2019 - 19:53

Cotações Crypto
Pela Web