Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Maior produtora global de cobre retoma projetos com cautela

07/08/2020 - 13:56
“A Codelco reitera seu compromisso de impor os mais altos padrões de segurança para proteger a saúde dos trabalhadores em meio à pandemia de Covid-19 (Imagem: Facebook Codelco)

A Codelco, maior produtora mundial de cobre, adota uma abordagem cautelosa para retomar os gigantescos projetos de desenvolvimento suspensos para proteger trabalhadores de obras durante a pandemia.

Com a desaceleração do ritmo de infecções de Covid-19 no Chile, a mineradora estatal planeja retomar as obras no projeto subterrâneo Chuquicamata na próxima semana, embora não haja expectativa de operar com a força de trabalho completa antes de janeiro.

Em vez de usar o aeroporto local de Calama, a Codelco transportará trabalhadores externos em ônibus “lacrados” dos aeroportos de Iquique e Antofagasta, realizando testes em todos antes dos turnos como parte de medidas “robustas” de saúde e segurança, disse a empresa com sede em Santiago na quinta-feira.

As obras em alguns projetos em sua maior mina, El Teniente, serão reiniciadas nas próximas semanas.

Embora a retomada de projetos cruciais para que a Codelco mantenha a capacidade de produção nos próximos anos ajude a aliviar preocupações com cortes no fornecimento, a gigante estatal adota uma abordagem gradual para evitar quaisquer passos em falso que possam atrasar ainda mais a expansão.

A Teck Resources foi igualmente cautelosa ao iniciar as obras de expansão em sua mina Quebrada Blanca.

“A Codelco reitera seu compromisso de impor os mais altos padrões de segurança para proteger a saúde dos trabalhadores em meio à pandemia de Covid-19, manter a continuidade operacional e construir o futuro da empresa para garantir o máximo de superávits para o Chile”, afirmou a mineradora

Na quinta-feira, a Cochilco, agência de cobre do governo, disse estar otimista sobre a manutenção da produção, mas alertou que o vírus ainda representa uma ameaça. A produção de cobre do Chile deve cair 1,2% em 2020.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre: Bloomberg, Chile, Cobre, Commodities, Indústria

Última atualização por Rafael Borges - 07/08/2020 - 13:56