Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Medicina online turbina parceria de US$ 39 bilhões da Sony

31/08/2020 - 12:19
Saúde - Medicina - Telemedicina
De acordo com o analista Hiroko Sato, da Jefferies Japan , “os recursos de medicina online estão em destaque com a Covid, já que as pessoas estão ficando em casa” (Imagem: Unsplash/@nci)

Duas décadas atrás, Itaru Tanimura encerrou uma carreira de 12 anos na McKinsey para liderar a M3, provedora de informações e serviços médicos online com a retaguarda da gigante de entretenimento Sony.

Desde então, diversas aquisições transformaram a empresa sediada em Tóquio em uma companhia global avaliada em US$ 39 bilhões. A M3 tem hoje cerca de 40 subsidiárias e afiliadas, incluindo MDLinx nos EUA e Doctors.net.uk na Grã-Bretanha.

A M3 ajuda empresas farmacêuticas, médicos e pacientes a acessar informações em suas plataformas, removendo a necessidade de consultas presenciais — algo que se provou importante nos tempos de Covid-19. As ações quase dobraram este ano e tiveram a maior alta entre todas as componentes do índice Nikkei 225. Assim, a fortuna de Tanimura chegou a US$ 1,2 bilhão, de acordo com o Bloomberg Billionaires Index.

“Os recursos de medicina online estão em destaque com a Covid, já que as pessoas estão ficando em casa”, afirmou Hiroko Sato, analista da Jefferies Japan. “É realmente uma ação temática.”

A pressa de companhias farmacêuticas menores para digitalizar materiais de marketing após o surgimento do coronavírus ajudou a impulsionar as vendas. O lucro operacional da M3 subiu 26% no trimestre encerrado em junho, superando a maior das projeções do mercado.

A empresa foi batizada pelos “três Ms de Medicina, Mídia e Metamorfose” e seu objetivo é mudar a medicina “fazendo pleno uso do poder da internet”, de acordo com seu website.

A onda de aquisições começou em 2002, quando a M3 comprou a operação japonesa do portal americano de medicina WebMD. A MDLinx foi comprada em 2006 e a Doctors.net.uk em 2011. A M3 gera cerca de três quartos da receita no Japão, mas tem unidades na China, Índia e França. Uma de suas subsidiárias nos EUA foi selecionada para participar do estudo da Moderna sobre uma vacina contra a Covid-19.

Aos 55 anos, o presidente Tanimura é dono de 2,9% da M3. A Sony possui cerca de um terço da empresa. A M3 se recusou a comentar. A Sony não retornou ligações e um email da reportagem solicitando comentário.

“Sony e M3 serão capazes de trazer ideias sem precedentes para a comunidade médica”, disse Tanimura em abril. “Nossa primeira prioridade será o rápido desenvolvimento de medidas que contribuam na luta contra a Covid-19.”

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 31/08/2020 - 12:20

Pela Web