Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Méliuz, de cashback, contrata bancos para IPO

13/08/2020 - 17:21
Méliuz
A expectativa é que a oferta movimente algo em torno de 800 milhões de reais (Imagem: Méliuz/Facebook)

A Méliuz, empresa mineira de cupons e cashback, contratou bancos para coordenar uma oferta pública inicial de ações, disseram três fontes familiarizadas com o assunto.

As unidades de banco de investimento de BTG Pactual, Bradesco, XP Inc e Itaú Unibanco vão estruturar o IPO, previsto para acontecer até o final deste ano.

A expectativa é que a oferta movimente algo em torno de 800 milhões de reais, disse uma das fontes, acrescentando que nenhuma decisão final ainda foi tomada.

Fundada por Israel Salmen e Ofli Guimarães em 2011, a Méliuz tem cerca de 10 milhões de usuários registrados e tem parcerias com varejistas como Magazine Luiza (MGLU3), Lojas Americanas (LAME3) e Amazon e com provedores de serviços como Uber.

A Méliuz também oferece cartões de crédito sem tarifa em uma parceria com o Banco Pan (BPAN4), com reembolso de até 1,8% das compras feitas.

Em meio à crise do coronavírus, a Méliuz lançou um serviço de indicações de sites e lojas online, chamado Renda Extra. Se um cliente recomendar uma loja a um amigo e essa pessoa comprar um produto ou serviço nela, esse cliente receberá uma comissão pela venda.

Os investidores da Méliuz incluem fundos de venture capital da Monashees, Lumia Capital e Endeavor Catalyst e o investidor anjo Fabrice Grinda.

Procurada pela reportagem, a Méliuz não comentou o assunto imediatamente.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre: , , , , ,

Última atualização por Vitória Fernandes - 21/09/2020 - 15:42