Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Menos consumo, mais investimento: compre shoppings via fundos imobiliários

19/12/2019 - 17:01
Shopping Cidade São Paulo
Setor de shoppings deverá se beneficiar de consumo em ascensão (Imagem: Divulgação/Facebook)

Diante da expectativa de melhora da atividade econômica em 2020, fundamentada em grande parte pela projeção de desempenho mais favorável do setor privado e pela recuperação dos lucros corporativos, a Ágora Investimentos aposta qual setor deverá se beneficiar mais.

“Assim, com uma recuperação econômica mais consistente a partir de 2020, acreditamos que os shoppings serão capazes de apresentar uma melhora mais substancial em suas principais métricas”, afirmam os analistas Maria Clara Negrão e Ricardo França.

Para fundamentar o otimismo, a instituição lista os seguintes pontos: expectativa de melhora no mercado de trabalho via queda do desemprego; dados mais saudáveis de crédito, com alta na concessão para pessoas físicas; e retomada da confiança do consumidor.

“Esperamos um aumento nas receitas com alugueis fixos e variáveis, uma redução na taxa de vacância e uma retirada dos descontos que foram concedidos ao longo da crise”, avalia a Ágora.

Diferenças

Desta forma, existem duas formas de exposição ao setor: via ações de administradoras destes centros comerciais, como Multiplan (MULT3), BR Malls (BRML3) e General Shopping (GSHP3); ou através dos chamados fundos imobiliários.

Shopping na região do ABC é gerido por fundo imobiliário (Imagem: Grand Plaza Shopping)

Da primeira maneira, o investidor torna-se sócio da empresa administradora, o que incorre nos riscos inerentes a qualquer negócio de natureza corporativa.

Por outro lado, via fundos imobiliários, o investidor somente será o locador do imóvel, ou seja, com menos preocupações de análise sobre a qualidade da empresa e a capacidade de expansão de seus lucros, por exemplo.

Além disso, os fundos imobiliários são isentos de IR (Imposto de Renda) à pessoa física, o que contribui para a atratividade deste investimento.

Dividendos

Dos 21 fundos imobiliários dentro do universo de cobertura, Negrão e França selecionaram oito pertencentes ao universo dos shoppings.

Dentre esses, aquele com maior projeção de dividend yield (cotação do ativo sobre expectativa de pagamento de dividendos) é o Parque Dom Pedro Shopping Center (PQDP11), perto de 6,1%.

Em segundo e terceiro lugares, os fundos imobiliários Grand Plaza Shopping (ABCP11) e Malls Brasil Plural (MALL11) detêm projeções de dividend yields de 6% e 5,8%.

Predileto

Assim como a Ágora Investimentos, o Itaú BBA também selecionou seu fundo imobiliário de shopping favorito: o CSHG Brasil Shopping (HGBS11), com projeção de dividend yield de 6,4%.

O múltiplo P/VPA (Preço sobre Valor Patrimonial), que mede o quanto o mercado avalia a cota do fundo em relação a seu valor físico real, está em 1,3 vez.

O fundo administrado pelo Credit Suisse também está na seleção da Ágora Investimentos.

Confira a lista com os oito selecionados da Ágora:

Código do ativo Nome do fundo Cotação em 18/12/19 Preço-Alvo Dividend Yield 20E
MALL11 Malls Brasil Plural 110,8 135 5,8%
HGBS11 CSHG Brasil Shopping 287,99 305 5,3%
VISC11 Vinci Shopping Centers 130 155 4,9%
XPML11 XP Malls 133 150 4,7%
ABCP11 Grand Plaza Shopping 101,48 110 6,0%
HSML11 HSI Malls 116,49 135 3,1%
SHPH11 Shopping Pátio Higienópolis 950 980 4,6%
PQDP11 Parque Dom Pedro Shopping Center 3.620,00 3700 6,1%

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 19/12/2019 - 17:15

Cotações Crypto
Pela Web