Mineradora cripto Core Scientific planeja abrir capital via acordo de fusão

21/07/2021 - 15:18
Traduzido e editado por Vitória Tonetti Martini
Core Scientific
A Core Scientific afirmou que minerou 928 bitcoins no segundo trimestre e 1.683 BTC no primeiro semestre de 2021 (Imagem: Core Scientific/Divulgação)

A Core Scientific, empresa de mineração de bitcoin (BTC) e fornecedora de “colocação” – serviço em que você possui equipamentos de mineração, mas paga para que um centro de dados hospede as máquinas por você –, afirmou que irá abrir seu capital por meio de um acordo de fusão. 

A empresa disse, em um comunicado nesta quarta-feira (21), que entrou com um acordo de fusão definitiva com Power & Digital Infrastructure Acquisition Corp (XPDI), que é listada na Nasdaq e conta com a gestora de ativos BlackRock como principal investidora. 

Depois da fusão, as duas empresas irão operar como Core Scientific, que permanecerá pública na Nasdaq e com uma avaliação de cerca de US$ 4,3 bilhões. 

Além disso, a Core Scientific disse que tem pendente a aquisição da Blockcap, outra empresa de mineração cripto fundada pelo cofundador da Core Scientific, Darin Feinstein

A Core Scientific afirmou que minerou 928 bitcoins no segundo trimestre e 1.683 BTC no primeiro semestre de 2021.

A empresa prevê que a receita para este ano seja de quase US$ 500 milhões com um ajuste de US$ 203 milhões em Lucros Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização (EBITDA, na sigla em inglês).

Com unidades em quatro estados nos Estados Unidos, Core Scientific opera tanto suas próprias instalações de mineração cripto, quanto hospeda equipamentos de mineração de bitcoin para clientes.

A empresa pode ser vista como a grande rival da Marathon, mineradora de bitcoin americana com capital aberto, em termos de ambições para o crescimento de sua taxa de hashes.  

Em abril, a Core Scientific disse que adquiriu 112,8 mil unidades das máquinas de última geração da série S19 AntMiner, da Bitmain

Com essa aquisição, a quantidade total de equipamentos encomendados pela Core Scientific chegou a 188.824 unidades, com a entrega prevista para este ano e para o ano que vem.

Mais da metade do equipamento é para operações de mineração da própria companhia e a parte restante foi adquirida em nome de seus clientes de hospedagem, disse a empresa na época.

Após a completa entrega dos equipamentos, a taxa de hashes de seus locais de mineração será de cerca de 18 exahashes por segundo (EH/s) de poder de computação. Com a atual dificuldade de mineração do bitcoin, esse poder de computação poderá minerar cerca de 167 bitcoins todos os dias. 

A empresa afirmou que, para alinhar com a expansão de sua taxa de hashes, também está expandindo suas instalações de mineração que terão 510 megawatts (MW) de potência até o final deste ano.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Vitória Tonetti Martini - 21/07/2021 - 15:18

Pela Web