Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Minério de ferro avança 1,17% na bolsa de Dalian

05/09/2019 - 8:21
Minério de Ferro
Minério de ferro em alta nesta quinta-feira na bolsa de Dalian com valorização de 1,17% (Imagem: Pixabay)

Por Investing.com

A jornada desta quinta-feira marcou, mais uma vez, pela importante nova valorização dos contratos futuros do minério de ferro, que são negociadas na bolsa de mercadorias da cidade chinesa de Dalian. O ativo com o maior volume de negócios, com data de vencimento para janeiro do próximo ano, somou 1,17% a 647,00 iuanes por tonelada, o que representa um ganho diário de 7,50 iuanes.

No mesmo sentido, a cotação dos futuros do vergalhão de aço também teve um dia de ganhos, na bolsa de mercadoria da também chinesa cidade de Xangai, onde a commodity é negociada. O contrato de maior liquidez, de janeiro de 2020, somou 24 iuanes para 3.439 iuanes por tonelada. Já o de outubro deste ano, segundo mais negociado, avançou 39 iuanes, para 3.767 iuanes por tonelada.

Os mercados de ações da China terminaram em alta nesta quinta-feira, impulsionados pelas esperanças de que Pequim reduza depósitos compulsórios para fortalecer a economia, enquanto outra rodada de negociações entre China e Estados Unidos que deve ocorrer em outubro amparou o sentimento.

A China implementará cortes amplos e direcionados nos depósitos compulsórios de bancos “em tempo hábil”, disse o Gabinete do país em uma reunião na quarta-feira, uma indicação de que um corte pode ser iminente.

Enquanto isso, China e Estados Unidos concordaram em retomar negociações comerciais de alto nível no início de outubro em Washington, disse o Ministério do Comércio da China, em meio a temores de que uma crescente guerra comercial possa desencadear uma recessão econômica global.

Muitos analistas da China acreditam que o impacto negativo da guerra comercial com os EUA no chamado mercado de ações A —papéis negociados em renminbi e listados em Xangai e Shenzhen— diminuirá marginalmente com o tempo, conforme Pequim adota mais medidas para impulsionar a economia em um momento em que os preços dessas ações estão razoáveis e mais dinheiro internacional flui ao país à medida que a China abre ainda mais seus mercados de capitais.

O JPMorgan adicionará títulos do governo chinês ao seu índice de títulos em moeda local de mercados emergentes a partir de fevereiro de 2020 —uma decisão que deverá atrair bilhões de dólares para terceiro maior mercado de títulos do mundo.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Rafael Borges - 05/09/2019 - 8:21