Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Money Insider: as 8 análises que você deveria ter lido

Gustavo Kahil
25/10/2017 - 1:50

Este é o Money Insider com as principais análises do dia publicadas no Money Times:

1 – Credit Suisse: Resultado da Renner reforça entusiasmo com setor – O Credit Suisse avalia que os resultados da Lojas Renner(LREN3), publicados nesta terça-feira após o fechamento dos mercados, vieram sólidos e consistentes e reforçam o “entusiasmo” do mercado com as histórias domésticas de consumo, “mesmo considerando que os balanços da LREN3 já têm sido fora da curva nos últimos anos”, explicam os analistas Tobias Stingelin, Pedro Pinto e Leandro Bastos. Leia mais

2 – BB eleva preço-alvo para Fibria após resultado; ação sobe – O BB Investimentos elevou o preço-alvo para as ações da Fibria (FIBR3) de R$ 40 para R$ 65,50 com o objetivo em 2018 após a publicação dos resultados do terceiro trimestre superar o esperado pelo banco. A recomendação outperform, o mesmo que compra, foi reiterada. O upside projetado é de 17%. Leia mais

3 – BTG Pactual: Renner supera estimativas com estratégia nas lojas – O resultado da Lojas Renner (LREN3) foi impulsionado pela estratégia bem definida de disposição de produtos nas lojas, o que trouxe um maior movimento e garantiu um crescimento de 13,4% nas vendas das lojas abertas há no mínimo doze meses, avalia o BTG Pactual. O banco estimava um crescimento de 12,4%. A receita líquida cresceu 20% e chegou a R$ 1,51 bilhão, 4% acima do esperado. Leia mais

4 – Eletrobras: detalhes da privatização saem até o final do mês, estima Santander – Os detalhes sobre a privatização da Eletrobras (ELET3; ELET6) podem sair até o final deste mês, avalia o Santander em um relatório enviado a clientes e realizado após uma reunião com a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Aneel (órgão regulador), o Ministério das Minas e Energia (MME) e a Abrace (Associação Brasileira de Grandes Consumidores de Energia e de Consumidores Livres). Leia mais

5 – Tupy: Citi admite riscos dos carros elétricos, mas eleva preço-alvo – O Citi entende que os riscos para a adoção dos carros elétricos comerciais são crescentes para o principal negócio da Tupy (TUPY3) – blocos de motores de ferro e cabeças de cilindros (usados em veículos pesados e motores a diesel) -, mas ainda estima que esse processo será lento e dará tempo de adaptação à empresa. O analista Juan Tavarez manteve a recomendação de compra e elevou o preço-alvo às ações de R$ 17,50 para R$ 20. O valor corresponde a um potencial de valorização de 13%. Leia mais

6 – Banco do Brasil: BTG espera melhora de resultados e eleva preço-alvoOs analistas do BTG Pactual trabalham com uma perspectiva positiva para os bancos brasileiros. Por ora, mantêm recomendação “neutra” ao Banco do Brasil, atualizando o preço-alvo para 12 meses a R$ 39 por ação BBAS3 (de R$ 32). Após conversa com a diretoria do BB, a mensagem é positiva quanto à evolução dos calotes e das despesas neste segundo semestre. Leia mais

7 – Bradesco revisa projeções para setor de milhagens e recomenda SmilesA equipe de análise da Bradesco Corretora atualizou as projeções para as empresas do segmento de milhagens na B3 e reitera a recomendação de “compra” para Smiles (SMLS3) e “neutra” para Multiplus (MPLU3). A partir da revisão de cobertura, os analistas passaram a calcular um preço-alvo de R$ 110 por ação da Smiles e um preço-alvo de R$ 43 por ação da Multiplus. Leia mais

8 – Safra: Light e Eletropaulo entre as afetadas pela decisão da AneelO banco Safra avalia que as ações da Light (LIGT3) e Eletropaulo (ELPL4) estão entre as mais afetadas em relação à avaliação preliminar da Aneel sobre o custo de capital das companhias, aponta um relatório enviado a clientes assinado por Kaique Vasconcellos e obtido pela Bloomberg. Leia mais

Leia mais sobre:

Última atualização por - 05/11/2017 - 13:53

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender
As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto