Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Moratória da soja no Cerrado volta à discussão em Palmas na segunda-feira

10/07/2019 - 14:57
Moratória de produção (em área) do Cerrado é o tema de fundo de seminário em Palmas/TO (Imagem: Pixabay)

No momento no qual a discussão sobre a moratória de aumento da área de produção agropecuária volta à discussão, a Aprosoja Brasil aproveita e marca encontro para incentivar o debate sobre sustentabilidade no Tocantins, epicentro do tema. O assunto voltou à pauta do agronegócio após a Cargill prometer congelar apoio ao aumento da extensão e depois voltou atrás, dizendo que não era bem assim, ainda mais porque há apoio dos produtores na manutenção da área atual – ou em novas áreas ainda permitidas.

O setor de soja é o que tem maior interesse.

Para reafirmar a “sustentabilidade da produção nacional” – e no caso da moratória já há também para a Amazônia Legal -, a entidade dos produtores, mais a regional do estado, levará o seminário “Soja Responsável – Produzindo Com Sustentabilidade Ambiental” para Palmas, segunda (15).

A Abiove, que reúne as empresas processadoras de soja, defende a moratória na Amazônia, mas ainda estuda o caso do bioma Cerrado.

De acordo com o presidente da Aprosoja Tocantins, Maurício Buffon, no seminário os produtores, autoridades e a sociedade terão números e informações oficiais que comprovam que os produtores que atuam na região Centro-Norte do Brasil estão dentro da legalidade, seguem o Código Florestal Brasileiro e que a região tem condições de se desenvolver, produzir mais alimentos e gerar riquezas sem prejudicar o meio ambiente.

“Faremos uma discussão mostrando que o agro é legal, segue as leis e o que determina o Código Florestal Brasileiro. Discutiremos esses temas com informações oficiais, fiéis e que têm origem na sua comprovação. A região está em franca expansão e não podemos travar o desenvolvimento mediante informações extraoficiais”, pensa o produtor e líder da Aprosoja TO.

Em apoio às discussões, Evaristo de Miranda, chefe da Embrapa Territorial, fará palestra, na qual, costumeiramente, defenderá o agronegócio e a atual produção extensiva brasileira, em área bem menor do que as ainda aptas à produção.

O Tocatins é o “to” do Matopiba – região que compreende Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia -, daí que o evento abrangerá as necessidades e os desafios desta que é uma fronteira produtora das mais recentes.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 10/07/2019 - 18:15