Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Morgan Stanley e Goldman veem mais perdas em ações americanas

21/06/2022 - 12:16
Federal Reserve
O sentimento dos investidores em relação aos ativos de risco azedou nas últimas semanas após a inflação descontrolada e um Federal Reserve mais agressivo aumentarem o risco de uma contração econômica prolongada (Imagem: REUTERS/Chris Wattie)

As ações americanas ainda não precificaram totalmente o risco de uma recessão e podem ter que cair ainda mais, segundo estrategistas do Morgan Stanley e do Goldman Sachs.

Embora a queda deste ano tenha deixado os preços mais justos, o S&P 500 ainda precisa cair mais 15% a 20% para cerca de 3.000 pontos para que o mercado reflita totalmente uma contração econômica, estrategistas do Morgan Stanley liderados por Michael Wilson disseram em nota.

“O mercado de baixa não terminará até que a recessão chegue ou esse risco seja extinto”, disseram. O indicador na semana passada registrou queda de mais de 20% desde seu pico de janeiro, o que caracteriza um mercado de baixa.

Estrategistas do Goldman disseram que as ações precificam apenas uma recessão leve, “deixando-as expostas a uma deterioração ainda maior nas expectativas”. Os estrategistas do Berenberg também disseram na terça-feira que é muito cedo para declara o fundo do poço, com o rebaixamento de previsões de lucro apenas começando em meio a expectativas de uma recessão.

O sentimento dos investidores em relação aos ativos de risco azedou nas últimas semanas após a inflação descontrolada e um Federal Reserve mais agressivo aumentarem o risco de uma contração econômica prolongada.

Wilson, um dos pessimistas mais proeminentes de Wall Street, que previu corretamente a mais recente liquidação do mercado, disse que se uma recessão completa se tornar o cenário base do mercado, o S&P 500 pode chegar perto de 2.900 pontos – mais de 21% abaixo do último fechamento.

Estrategistas do Goldman liderados por Peter Oppenheimer disseram que veem o atual mercado de baixa como cíclico, com balanços do setor privado mais fortes e taxas de juros reais negativas amortecendo os riscos sistêmicos associados a mercados de baixa estruturais.

Siga o Money Times no Facebook!

Curta nossa página no Facebook e conecte-se com jornalistas e leitores do Money Times. Nosso time traz as discussões mais importantes do dia e você participa das conversas sobre as notícias e análises de tudo o que acontece no Brasil e no mundo. Siga agora a página do Money Times no Facebook!

Última atualização por Rafael Borges - 21/06/2022 - 12:16

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto