Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Uber e digio fecham parceria de crédito com juros mais baixos para motoristas e entregadores

18/09/2020 - 16:08
UBER
De acordo com as empresas, com a novidade, será possível adotar uma análise de crédito simplificada, com oferecimento de taxas mais reduzidas pelo banco (Imagem: Pixabay)

A Uber fechou uma nova parceria com o digio, banco digital controlado por Bradesco (BBDC4) e Banco do Brasil (BBAS3), para que seus motoristas e entregadores parceiros possam ter acesso a empréstimos pessoais.

De acordo com as empresas, com a novidade, será possível adotar uma análise de crédito simplificada, com oferecimento de taxas mais reduzidas pelo banco.

O empréstimo, de valor unitário de R$ 1 mil a R$ 5 mil, tem taxa de juros de 2,97% ao mês, com prazo de até 12 meses. De início, o programa é dirigido a mil motoristas, enquanto a linha é modulada para futuramente chegar à base total de motoristas e entregadores da Uber no país, de cerca de 1 milhão de pessoas.

“Diferente do CDC tradicional, em que os pagamentos das prestações são feitos mensalmente, neste caso, os valores podem ser retidos a cada semana, acompanhando o fluxo de entrada de receita para os motoristas, com deságio nas prestações pagas de forma adiantada”, informou o digio.

De acordo com a digio, os valores devidos pelos motoristas serão retidos pela Uber, num modelo do mercado bancário similar à chamada trava de recebíveis, mas a gigante norte-americana não garante os empréstimos nem receberá parte da receita das operações.

“Eu e minha equipe, aqui na Uber, sabemos que temos um papel social importante a cumprir na recuperação pós-quarentena, facilitando o acesso ao trabalho e à geração de renda e muito mais”, diz Claudia Woods, diretora-geral da Uber no Brasil. “Todos nós estamos lidando com muito mais preocupações agora, e os parceiros da Uber não são exceção.”

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre: , , , ,

Última atualização por Vitória Fernandes - 18/09/2020 - 16:11