BusinessTimes

Natura &Co conclui oferta primária de ações e levanta US$ 1 bilhão

14 out 2020, 21:44 - atualizado em 15 out 2020, 16:34
Natura
Segundo a empresa, o montante será utilizado para otimizar sua estrutura de capital e investir em novas oportunidades (Imagem: Diana Cheng/Money Times)

A Natura &Co (NTCO3) concluiu sua oferta primária de ações com a venda de 121 milhões de papéis ao preço de R$ 46,25, levantando R$ 5 bilhões ou US$ 1 bilhão, mostra comunicado enviado ao mercado nesta nesta quarta-feira (14).

Segundo a empresa, o montante será utilizado para otimizar sua estrutura de capital e investir em novas oportunidades, como na digitalização e na expansão dos negócios.

A Natura, que comprou a Avon Products por US$ 2 bilhões para se tornar a quarta maior fabricante de cosméticos do mundo, usará ainda US$ 850 milhões da operação para otimizar sua estrutura de capital, tendo como alvo específico dívida que vence em 2022 para eliminar covenants restritivos.

“Estamos muito satisfeitos por termos concluído com sucesso este aumento de capital, que acreditamos atestar a força e atratividade da Natura &Co e a relevância de sua estratégia. Nossa oferta de ações foi a maior transação registrada na SEC por uma empresa de bens de consumo neste ano, e a maior já realizada no setor de consumo na América Latina”, afirmou Roberto Marques, presidente executivo do conselho de administração.

Os bancos Morgan Stanley, Bank of America, Bradesco BBI, Citigroup e o Itaú BBA atuaram como coordenadores da oferta no Brasil.

Veja o comunicado:

Editor-assistente
Formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, cobre mercados desde 2018. Ficou entre os 50 jornalistas +Admirados da Imprensa de Economia e Finanças das edições de 2022 e 2023. É editor-assistente do Money Times. Antes, atuou na assessoria de imprensa do Ministério Público do Trabalho e como repórter do portal Suno Notícias, da Suno Research.
Linkedin
Formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, cobre mercados desde 2018. Ficou entre os 50 jornalistas +Admirados da Imprensa de Economia e Finanças das edições de 2022 e 2023. É editor-assistente do Money Times. Antes, atuou na assessoria de imprensa do Ministério Público do Trabalho e como repórter do portal Suno Notícias, da Suno Research.
Linkedin