Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Nissan reduz perspectiva de lucro operacional em 43%

13/02/2020 - 14:36
O acentuado declínio dos lucros da Nissan já resultou em planos de cortar empregos (Divulgação: Nissan)

A Nissan nesta quinta-feira cortou sua previsão de lucro operacional anual em 43%, atingida por uma queda nas vendas de veículos e pressionando mais a nova administração para corrigir uma empresa que ainda sofre com o escândalo relacionado ao seu ex-líder Carlos Ghosn.

O acentuado declínio dos lucros da Nissan já resultou em planos de cortar empregos, fechar fábricas e abandonar ofertas de produtos, disseram fontes, enquanto a montadora se afasta da agressiva missão, defendida por Ghosn, de eleva a participação de mercado.

A perspectiva negativa ocorre depois que a segunda maior montadora do Japão reportou seu primeiro prejuízo líquido trimestral em quase uma década e contrasta com as previsões otimistas das rivais Toyota e Honda.

“Estamos progredindo, mas os volumes de vendas foram fracos, por isso precisamos reestruturar mais do que o planejado inicialmente”, disse Makoto Uchida, novo presidente-executivo da Nissan a repórteres.

Ele não detalhou quais medidas podem ser adotadas, mas acrescentou que a posição financeira da empresa continuará difícil no próximo ano fiscal, pois levará tempo para retomar a rentabilidade nos Estados Unidos, seu segundo maior mercado.

A Nissan espera agora um lucro operacional de 85 bilhões de ienes (775 milhões de dólares) para o ano até março, muito abaixo da previsão média de 134,5 bilhões de ienes de 20 analistas consultados pela Refinitiv.

A Nissan espera agora um lucro operacional de 85 bilhões de ienes (775 milhões de dólares) para o ano até março (Divulgação: Nissan)

A empresa também disse que não pagará dividendos no segundo semestre e que seu dividendo anual será de 10 ienes por ação, ante 57 ienes pagos no ano anterior.

Impacto do coronavírus

A montadora, que suspendeu as operações na China devido ao surto do coronavírus, disse que retomará a produção em três fábricas de veículos em 17 de fevereiro. Duas fábricas, incluindo uma na província de Hubei, o epicentro do surto, permanecerão fechadas até pelo menos 20 de fevereiro.

As vendas globais de veículos da Nissan caíram 11% durante o trimestre, enquanto imagem foi gravemente afetada por anos de descontos pesados nos Estados Unidos e em outros países.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Agora, a Nissan espera vender 5,05 milhões de veículos durante o ano, o que seria o desempenho mais fraco desde 2013.

No trimestre encerrado em dezembro, o lucro operacional caiu 78%, enquanto teve prejuízo líquido de 26,1 bilhões de ienes.

Fontes disseram que a Nissan deve eliminar pelo menos 4.300 empregos de escritórios e fechar duas fábricas como parte de planos mais amplos para adicionar pelo menos 480 bilhões de ienes a seus resultados até 2023.

Última atualização por Bruno Andrade - 13/02/2020 - 14:39