Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Nordex fecha venda de turbinas para parque eólico da Statkraft no Brasil

13/01/2021 - 14:07
Nordex
As turbinas terão 5,7 megawatts em capacidade cada e serão instaladas sobre torres de concreto de 120 metros de altura (Imagem: Site/Nordex)

A fabricante alemã de equipamentos de energia eólica Nordex informou nesta quarta-feira que recebeu um pedido da norueguesa Statkraft para máquinas a serem utilizadas em um projeto a ser construído pela empresa no Brasil.

A Nordex disse que o negócio fechado junto à Statkraft envolverá turbinas eólicas de seu modelo N163/5.X que somarão capacidade total de 518,7 megawatts.

“Esse é o maior pedido do Grupo Nordex até o momento para as turbinas N163/5.X desde o lançamento dessa turbina no mercado em 2019, e a primeira encomenda fora da Europa”, disse a fornecedora em comunicado em seu site.

Os equipamentos serão utilizados pela Statkraft no parque eólico Ventos de Santa Eugênia, na Bahia, e o comissionamento das máquinas está previsto para o início de 2023, acrescentou.

As turbinas terão 5,7 megawatts em capacidade cada e serão instaladas sobre torres de concreto de 120 metros de altura.

O contrato com a elétrica norueguesa também inclui um contrato de serviços “premium” com três anos de duração e um acordo para suporte técnico por um período de 20 anos.

A Nordex disse que fabricará as turbinas eólicas no Brasil, enquanto as torres de concreto deverão ser montadas em uma unidade da empresa próxima de onde o projeto da Statkraft será construído.

Além disso, a Nordex disse que comprará as pás eólicas para as máquinas no Brasil, visando aumentar o conteúdo local dos equipamentos.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre: , , ,

Última atualização por André Luiz - 13/01/2021 - 14:07