Comprar ou vender?

Este setor merece atenção, vê Safra; ação pode disparar quase 70%

14 jun 2024, 18:20 - atualizado em 14 jun 2024, 19:20
yduqs
Nota “A+” para o setor de educação, segundo o Banco Safra; Veja quais ações são as mais recomendadas (Imagem: Facebook Yduqs)

O Banco Safra destacou uma boa visão ao setor de educação dando nota “A+” para os valores e “A” para o crescimento sustentável.

O Safra iniciou a cobertura deste setor, com recomendações de compra para Yduqs (YDUQ3), Ânima (ANIM3) e Virtusa (VRTU).

Na visão dos analistas Ricardo Boiati e Rafael Une, o, o setor oferece algumas oportunidades atrativas, em virtude da baixa penetração do ensino superior no país e múltiplos atrativos.

“A mudança secular para o ensino à distância (EAD) e a consequente dinâmica competitiva e operacional aumentam a relevância da qualidade e da execução, em nossa opinião”, afirmam.

Além disso, os analistas também acreditam que o principal atributo do setor atualmente seja o valor, o que parece ser um fator comum à maioria das ações.

Apesar de ser um setor bem visto pelo banco, eles ressaltam alguns riscos. De acordo com os analistas, a acessibilidade financeira, regulamentação, perspectiva macroeconômica e a concorrência são coisas que podem prejudicar o setor.

Quais são as ações recomendadas pelo Banco Safra?

Em destaque, a Yduqs é a ação mais recomendada pelo Safra devido à sua execução, crescente penetração no EAD, balanço patrimonial e bom volume médio de negociação diário. O preço-alvo para a companhia é de R$ 22,00, potencial de alta de 68%.

Já para as outras empresas, a Ânima e a Virtusa, que também recebem a recomendação de compra, tem o preço-alvo estabelecido em R$ 6,50 (potencial de alta de 69%) e R$ 15 (potencial de elevação de 63%), respectivamente. Por fim, a Cogna (COGN3) recebeu uma recomendação neutra, com preço-alvo de R$ 2,30.

O Safra também destaca que há grande potencial para aumentar a penetração do ensino superior e, assim, impulsionar o crescimento nos próximos anos.

Para os cursos presenciais, o banco vê maior potencial para a medicina, devido às condições favoráveis de oferta e demanda que levam a taxas de crescimento superiores, tickets e retornos muito acima da média.

Estagiária de Redação
Estudante da área de comunicação, cursando Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Ingressou no Money Times em 2024 como estagiária.
Linkedin
Estudante da área de comunicação, cursando Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Ingressou no Money Times em 2024 como estagiária.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.