Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Nova era? Lucros do S&P 500 podem ter atingido pico para BofA Merrill Lynch

07/02/2019 - 16:41

Wall Street

Diante da expectativa de que a era de “pico de lucros” tenha acabado em Wall Street, com o consenso do mercado agora projetando a primeira queda anual nos lucros corporativos das empresas do S&P 500 desde 2016, o Bank of America Merrill Lynch divulgou relatório a seus clientes sobre a relação entre expectativa e realidade nos resultados da empresa.

Dentro deste contexto, 73% das companhias listadas no S&P 500 já reportaram seus lucros ou eventuais prejuízos do quarto trimestre de 2018. Neste grupo, 60% apresentaram EPS (Earnings Per Share) acima do esperado pelo mercado, 53% superaram as projeções de vendas e 37% conseguiram relatar números acima do consenso em ambos indicadores.

Além deste percentual ser abaixo da média de longo prazo, é o nível mais baixo dentro da temporada de resultados em quatro anos, o que corrobora para a maior cautela em torno dos resultados corporativos, altamente correlacionados com o desempenho da economia como um todo.

Gráfico preparado pela equipe de análise do BofA Merrill Lynch evidencia o descolamento entre as projeções de mercado e os números apresentados na realidade. Embora ainda existam 27% das empresas a divulgarem seus números, a tendência dos números virem abaixo das projeções deve se confirmar.

O único problema existente é que os analistas já haviam sido mais conservadores em suas projeções, diante do dezembro vermelho no S&P 500, o que corrobora para estimativas ainda mais pessimistas em torno dos lucros para o primeiro trimestre de 2019, ainda com efeitos da paralisação federal e do prolongamento da guerra comercial com Pequim.

Por conta do pessimismo, o consenso do crescimento dos EPS em 2019 caiu de 7% para 5%, conforme relatório do BofA Merrill Lynch desta quinta-feira (7). Adicionalmente, o guidance das empresas em janeiro foi mais fraco nos setores Industrials e Technology, sendo mais forte em Consumer Discretionary e Real Estate.

Por último, o teor das teleconferências: as menções às expressões “melhor” ou “mais forte” em relação aos expressões “pior” ou “mais fraco” atingiram o menor patamar desde o quarto trimestre de 2015. De forma irônica, as menções ao vocábulo “otimismo” atinge patamares próximos à média histórica.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre: , ,

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 07/02/2019 - 16:47

Cotações Crypto
Pela Web