Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Nova Futura: Clima eleitoral começa a ganhar corpo

09/08/2018 - 9:16

Por Nova Futura

Cenário – O exterior sem tração e a agenda local mais fraca podem limitar o apetite do investidor nesta quinta-feira, uma vez que a expectativa maior do dia é com o primeiro debate entre os presidenciáveis, na TV Bandeirantes, que só começa às 22 horas. O clima desde anteontem à tarde é de desconforto com o cenário político incerto, que fez a Bolsa cair 1,49% ontem e fechar abaixo dos 80 mil pontos, e os juros futuros longos subirem. Hoje, os mercados abrem com a indigesta notícia de que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) aprovaram a inclusão, na proposta orçamentária de 2019, de reajuste de 16,38% nos próprios salários, que poderão passar dos atuais R$ 33.763,00 para R$ 39.293,32.

A decisão do STF foi vista pela equipe econômica como um sinal muito negativo, segundo apurou o Broadcast, por ir na direção oposta ao necessário ajuste fiscal das contas públicas brasileiras. Esse aumento compromete inclusive a argumentação do governo a favor do adiamento do reajuste dos servidores da União de 2019 para 2020. O reajuste salarial ainda precisa ser aprovado pelo Senado e depois sancionado pelo presidente Michel Temer. Antes, a Casa está consultando a opinião da sociedade sobre o projeto e até ontem a maioria rejeitava a medida. Mas, conforme apurou o Broadcast, a pesquisa não deve influenciar o voto dos congressistas, que não querem ficar mal com os ministros.

Historicamente, o Congresso nunca derrubou um aumento para o Supremo. Na Bolsa, o investidor reage ao balanço do Banco do Brasil no segundo trimestre, cujo lucro ajustado somou R$ 3,2 bilhões, uma alta anual de 22,3%. No exterior, as bolsas europeias operam voláteis e há pouco a maioria caía em meio ao alerta cauteloso do Banco Central Europeu (BCE) com relação ao comércio global, além de preocupações com a saída do Reino Unido da União Europeia, o Brexit. Em seu boletim econômico, o BCE avalia que os riscos de piora na economia global cresceram, em meio a ações e ameaças de tarifas comerciais dos Estados Unidos e da possível retaliação dos países afetados.

Fique de olho

Nesta quinta-feira, os balanços continuam no centro das atenções dos investidores. Hoje pela manhã, Banco do Brasil, Azul e Suzano Papel e Celulose divulgam seus números do segundo trimestre. A companhia aérea anunciou ontem suas prévias operacionais do mês de julho. Mais tarde, após o fechamento do mercado, a lista de balanços aguardados inclui BRMalls, B2W, CPFL Renováveis, CVC, Cyrela, Equatorial Energia, JHSF, Gafisa e Lojas Americanas, entre outros. Também na noite de ontem, Braskem, Cosan, Engie Brasil, Movida e Burger King divulgaram resultados trimestrais.

Construtoras – Para tentar alavancar a geração de empregos nos últimos meses de governo, o Planalto prometeu hoje aos empresários da construção civil que irá antecipar para este ano o aumento no valor máximo de imóveis que podem ser comprados com recursos do FGTS. Multiplan – O conselho aprovou o novo programa de recompra de até 1,5 milhão de ações. Pagamento de Dividendos – Engie, Energisa.

Leia mais sobre: ,

Última atualização por Gustavo Kahil - 09/08/2018 - 9:17

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto