Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Nubank (NUBR33) tem prejuízo de US$ 45 milhões, registrando queda em comparação ao 1T21

Laura Intrieri
16/05/2022 - 18:16
Nubank
No trimestre, o Nubank atingiu US$ 887 milhões em receita (Imagem: Nubank/Facebook)

O Nubank (NUBR33) reportou prejuízo de US$ 45 milhões no primeiro trimestre de 2022, mostra documento enviado ao mercado nesta segunda-feira (16). No mesmo período o ano passado, o prejuízo reportado foi de R$ 54,4 milhões.

Sob base ajustada, a companhia registrou lucro líquido de US$ 10 milhões.

No trimestre, o Nubank atingiu US$ 887 milhões em receita, representando um salto de 226% no comparativo anual.

O banco encerrou o primeiro trimestre com o recorde de 59,6 milhões de clientes, com altas históricas tanto em varejo quanto em PMEs (pequenas e médias empresas).

O número de clientes brasileiros aumentou 55% comparado com o primeiro trimestre, para 57,3 milhões. No México, a base de clientes do banco aumentou 950% em relação ao 1T21, atingindo 2,1 milhões

O volume de compra ganhou 94% (FXN) no ano, indo a 15,9 milhões. Segundo o Nubank, o aumento se deve ao crescimento da base de clientes e ao amadurecimento das safras atuais, com uma maior utilização da carteira de produtos oferecidos.

O índice de inadimplência acima de 90 dias cresceu 70 pontos base no trimestre, indo a 4,2%, e o índice de inadimplência de 15-90 dias atingiu 3,7% após atingir 110 pontos base. Diante deste cenário, o Nubank destaca que aumentou sua provisão para perdas de crédito para US$ 921 milhões.

A taxa de atividade do banco aumentou 9,6 p.p., de 69% no fim do 1T21, para 78%. A alta inédita é justificada pelo banco graças ao maior engajamento up-sell e cross-sell de produtos a clientes que continuam migrando mais atividades de suas vidas financeiras para a plataforma.

portfólio sujeito a ganho de juros atingiu US$ 3,1 bilhões, um salto de 343% (FXN) em relação ao 1T21. O crescimento foi impulsionado principalmente pela expansão da carteira de empréstimos pessoais, que obteve aumento líquido de US$ 1,9 bilhão, além de uma introdução de novos produtos de financiamento ao consumidor via cartão de crédito.

Mensagem do CEO

Segundo David Vélez, CEO do Nubank, os acionistas estão cientes das oportunidades de crescimento do banco, que tem conseguido expandir base de clientes e receitas em ritmo superior ao dos grandes bancos de varejo no país, à medida que avança na venda de produtos como seguros, crédito e investimentos.

O executivo afirmou que, com cerca de 16 bilhões de reais em caixa, o Nubank está pronto para levar adiante seu plano crescimento, inclusive por meio de fusões e aquisições.

“Apesar do forte crescimento das receitas ano a ano, nós ainda fazemos seis vezes menos receitas por cliente do que os grandes bancos de varejo”, disse Vélez.

“Nossas vendas cruzadas ainda são pequenas”.

Disclaimer

Money Times publica matérias de cunho jornalístico, que visam a democratização da informação. Nossas publicações devem ser compreendidas como boletins anunciadores e divulgadores, e não como uma recomendação de investimento.

*Com informações da Reuters

Última atualização por Laura Intrieri - 16/05/2022 - 19:47

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto