Comprar ou vender?

O alívio para Via (VIIA3) frente ao prejuízo de R$ 492 milhões; ações saltam 7%

11 ago 2023, 11:23 - atualizado em 11 ago 2023, 11:53
Casas Bahia Via Varejo
Nova administração da Via revelou uma série de iniciativas para lidar com a pressão de margem e melhorar o fluxo de caixa, diz BTG (Foto: Flávya Pereira/Divulgação)

As ações da Via (VIIA3), dona da Casas Bahia e do Ponto, subiam 7,10%, a R$ 1,96, por volta das 10h45 do pregão desta sexta-feira (11), após entrarem em leilão. O movimento segue o resultado do segundo trimestre de 2023 da varejista, que fechou o período com prejuízo de R$ 492 milhões.

Segundo Luiz Guanais e equipe do BTG Pactual, o trimestre foi “desafiador” para a varejista, mas os investidores estão de olho na estrutura de capital e no novo plano estratégico. Procurada pelo Money Times, a companhia disse que o CEO Renato Franklin irá conceder entrevista coletiva hoje às 15h55 para comentar o balanço.

Na análise do banco, o volume bruto de mercadorias (GVM) ficou estável, frente a um cenário “desafiador e competitivo” para comércio eletrônico e categorias cíclicas. A Via teve GMV consolidado de R$ 11 bilhões, enquanto o GMV online caiu 1% ano a ano. Com isso, a receita bruta ficou em R$ 8,9 bilhões, com vendas de produtos caindo 2% e receitas de serviços em queda de 7%.

Por outro lado, a pressão da margem bruta deu o tom do trimestres. A margem foi de 28,5%, impulsionada por vendas fracas, um mix de categoria pior e redução de estoque. Mas as despesas com vendas, gerais e administrativas caíram. Assim, o Ebitda ajustado foi de R$ 469 milhões, queda de 32%, com margem de 6,3%.

Os analistas do BTG continuam cautelosos com a tese da Via, devido às perspectivas competitivas do comércio eletrônico, altos custos de captação e incerteza na monetização de créditos fiscais. Isso, segundo eles, pode prejudicar a capacidade da varejista de investir no crescimento das operações e afetar a estrutura de capital.

A recomendação para a VIIA3 é neutra, com preço-alvo em R$ 3. “O segundo trimestre mostrou GMV fraco, enquanto a desalavancagem operacional chamou a atenção, reforçando a perspectiva desafiadora para a Via no curto prazo”, avaliam.

Mais cor para Via à frente

Junto ao balanço do 2T23, a Via também revelou seu novo plano estratégico, trazendo “mais cor” para os investidores e ressaltando o foco em rentabilidade, avalia a equipe do BTG.

Entre os destaques do plano está o modelo de gestão baseado em métricas de margem e ciclo de caixa, com redução significativa nas despesas com pessoal — com impacto anual esperado de R$ 370 milhões no EBT até 2025.

  • Tchau, deflação: Depois da queda em junho, IPCA volta a subir 0,12% em julho: Entenda quais devem ser os efeitos para o Ibovespa no Giro do Mercado desta sexta-feira (11), é só clicar aqui para assistir.  Aproveite para se inscrever no nosso canal e fique ligado nas próximas lives, de segunda a sexta-feira, às 12h.

Além disso, a ideia da Via é otimizar o footprint da loja, com potencial fechamento de 50 a 100 lojas em 2023. Isso acarretaria em um redução de GMV de 2% a 3%, com melhoria de R$ 80 milhões a R$ 150 milhões no EBT e redução de estoque de R$ 100 milhões a R$ 200 milhões até 2025.

Outros pontos também importantes são a migração das categorias de margem negativa de vendas 1P para 3P; as mudanças no modelo de captação de crédito via FIDCs; e a redução e otimização de Capex, capital de giro e alocação de capital.

“A nova administração revelou uma série de iniciativas para lidar com a pressão de margem e melhorar o FCF, que também deve ver a Via reduzindo as operações enquanto se concentra em categorias mais lucrativas”, avaliam os analista do BTG, em relatório.

Editora-assistente
Editora-assistente no Money Times e graduanda em Jornalismo pela Unesp - Universidade Estadual Paulista. Entrou para a área de finanças e investimentos em 2021.
Linkedin
Editora-assistente no Money Times e graduanda em Jornalismo pela Unesp - Universidade Estadual Paulista. Entrou para a área de finanças e investimentos em 2021.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.