O que esperar da listagem direta da corretora cripto Coinbase?

14/04/2021 - 8:37
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Confira mais detalhes da abertura de capital da Coinbase na Nasdaq segundo um empresário da Nasdaq (Imagem: Twitter/Coinbase)

O dia da tão aguardada estreia da corretora cripto Coinbase no mercado acionário finalmente chegou.

A ação da corretora será negociado sob o ticker COIN em um dos lançamentos mais aguardados não apenas pelo crescente mercado de criptomoedas, mas também pelos setores de tecnologia e de serviços financeiros.

De forma única, a operadora irá abrir capital por meio de uma listagem direta — uma alternativa ao processo comum de uma oferta inicial pública (IPO), que permite que uma empresa seja negociada em bolsa sem ter de oferecer uma quantidade específica de ações ao público.

Em outras palavras, uma listagem direta permite que uma empresa entre para o mercado de ações sem ter de arrecadar dinheiro pelo acordo. Além disso, a empresa não precisa se unir a enormes bancos de investimentos para subscrever e gerar interesse de grandes investidores.

A plataforma de câmbio — neste caso, a Nasdaq — possui um papel bem maior no processo de listagem direta.

Jay Heller, que está na Nasdaq há mais de uma década, viu milhares de transações em seu trabalho no MarketSite da Times Square. Em entrevista ao The Block, Heller explicou o complicado processo em poucas etapas.

Em uma listagem direta, Nasdaq trabalha com consultores financeiros de uma empresa para determinar o preço de referência para que a ação seja negociada.

Conforme noticiado nessa terça-feira (13), Nasdaq, junto com Goldman Sachs, determinaram que o preço de referência da ação seria de US$ 250 — bem abaixo do que outras ações que foram negociadas em mercados privados antes de seu dia de listagem.

Esse número é mais da metade do valor que as ações sintéticas da Coinbase na FTX estão sendo negociadas.

“Iremos comunicar a [Wall] Street por meio do processo: não haverá subscritores, e sim consultores escolhidos. Não haverá oferta nem distribuição”, afirmou Heller.

“Com uma IPO, você tem um preço de oferta. Aqui, sem que isso ocorra, iremos fornecer certos esclarecimentos em seguida para publicar o preço de referência.”

Uma fonte do mercado sugeriu que Goldman Sachs provavelmente iria estabelecer um baixo preço de referência para se proteger e está esperando por um grande estouro no lançamento desta quarta-feira.

Na verdade, as expectativas do mercado preveem um dia animado, também com interesse do segmento de varejo do mercado. Uma fonte na Robinhood disse que irá oferecer a negociação da ação da Coinbase logo no primeiro dia.

TD Ameritrade se negou a comentar especificamente: “podemos te dizer que, no TD Ameritrade, estamos acostumados a navegar pelos acontecimentos que movem o mercado. Temos de estar preparados para o momento mais movimentado em qualquer dia”.

Então quando a negociação começará exatamente? Isso não está 100% claro. Heller disse que, geralmente, a Nasdaq separa um tempo entre a abertura de mercado e quando começam a negociar uma listagem direta. Isso, segundo ele, permite que Wall Street obtenha o máximo de informações possível.

“De manhã, a equipe irá começar a configurar a negociação para a negociação”, disse Heller. “Existe muita atividade acontecendo às 10h30 [horário de Brasília), então deixamos que investidores se ambientem. Poderá começar logo às 10h50. Isso ainda precisa ser finalizado.”

Dito isso, é bem provável que a negociação comece no início da tarde.

Ainda assim, a Nasdaq não irá se apressar para descobrir qual preço a ação será negociada, de acordo com Heller.

Já que não haverá uma oferta da ação, o mercado não terá um fornecimento fixo de ações sendo emitidas — uma situação que contribui com a volatilidade e complica o trabalho de encontrar equilíbrio entre a oferta e a demanda.

Também há o acréscimo do elemento cripto, com sua camada adicional de volatilidade para o lançamento.

“Você tem que garantir que haja a entrada um amplo fornecimento”, disse Heller.

“É por isso que o processo pode levar tanto tempo. Não iremos nos apressar. É sobre chegarmos ao ponto certo: quando você abre o valor mobiliário para negociação, você está tentando mitigar a volatilidade. Mas não se engane: IPOs de grande escala também levam um tempo.”

Em relação à quantidade de interesse que haverá pela ação, Heller destacou outros lançamentos do passado. O primeiro tamanho de negociação para Palantir, que abriu capital por meio de uma listagem direta, chegou a 58 milhões de ações. Slack, outra listagem direta, teve 45 milhões.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 14/04/2021 - 8:37

Pela Web