Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

O que está movimentando a véspera de Natal? Veja as principais notícias

24/12/2020 - 12:58
NYSE Mercados Ações
Apesar de muitos mercados estarem fechados, as notícias não param (Imagem: Reuters/Brendan McDermid)

1. UE e Reino Unido chegam finalmente a acordo comercial do Brexit

Reino Unido chegou a um acordo comercial do Brexit com a União Europeia nesta quinta-feira, a apenas sete dias de deixar um dos maiores blocos comerciais do mundo.

“O acordo está feito”, disse uma fonte de Downing Street. “Retomamos o controle de nosso dinheiro, fronteiras, leis, comércio e águas para pesca.”

“O acordo é uma notícia fantástica para famílias e empresas em toda parte do Reino Unido. Assinamos o primeiro acordo de livre comércio com base em tarifas zero e cotas zero que já foi alcançado com a UE”, disse a fonte.

Abrão Filho aumenta 135% sua receita em 2021

“Conseguimos esse grande acordo para todo o Reino Unido em tempo recorde, e sob condições extremamente desafiadoras, que protege a integridade de nosso mercado interno e o lugar da Irlanda do Norte dentro dele”, disse a fonte.

O acordo garante que o Reino Unido não faz mais parte de UE e não será regido pelas regras da UE, disse a fonte

2. Ajuda por coronavírus corre risco após parlamentares dos EUA bloquearem mudanças de Trump

Parlamentares dos Estados Unidos bloquearam nesta quinta-feira as tentativas de alterar um pacote de ajuda de 2,3 trilhões de dólares devido ao coronavírus, rejeitando a exigência do presidente Donald Trump de mudanças na legislação e colocando em risco a ajuda a milhões de norte-americanos.

Os democratas na Câmara dos Deputados buscavam aumentar os pagamentos diretos aos norte-americanos de 600 para 2.000 dólares por pessoa, como parte de uma iniciativa de alívio econômico por causa do coronavírus, atendendo a um dos pedidos de Trump. Os correligionários republicanos de Trump, que se opõem à quantia maior, bloquearam esse esforço.

Os republicanos, então, agiram para mudar a quantidade de ajuda externa incluída no pacote, buscando abordar outra queixa de Trump. Os democratas bloquearam esse pedido. Posteriormente, a Câmara suspendeu a sessão do dia.

A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, disse que a Casa realizará uma votação registrada sobre o aumento do auxílio emergencial na segunda-feira.

A agitação na Câmara não contribui em nada para interromper um impasse que ameaça a assistência necessária para milhões de norte-americanos e levanta a perspectiva de uma paralisação parcial do governo no momento em que as autoridades estão tentando distribuir duas vacinas contra o coronavírus.

3. Anvisa publica certificação de boas práticas para vacina da Astrazeneca/Oxford

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou a Certificação de Boas Práticas de Fabricação após informações complementares enviadas pela empresa WuXi Biologics Co., responsável pela fabricação do insumo farmacêutico da vacina desenvolvida pela AstraZeneca contra o coronavírus em parceria com a Universidade de Oxford e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

A decisão da equipe técnica foi tomada após inspeção realizada de 7 a 11 de dezembro, de acordo com nota do governo, antecipando assim em cerca de 10 dias a previsão inicial de publicação da decisão sobre a certificação.

A Certificação de Boas Práticas de Fabricação tem validade de dois anos.

“A etapa finalizada é um dos pré-requisitos para a continuidade do processo de registro, como dos esforços contínuos da agência para a disponibilização de vacinas para a população com qualidade, segurança e eficácia, no menor tempo possível”, disse a nota.

4. Brasil proíbe voos procedentes do Reino Unido após nova cepa do coronavírus

Brasil decidiu proibir voos internacionais que tenham origem ou passagem pelo Reino Unido e Irlanda do Norte após a descoberta de uma nova variante do coronavírus no país.

A decisão, publicada em edição extra do Diário Oficial e de caráter temporária, suspende ainda a autorização de embarque para o Brasil de viajante estrangeiro, procedente ou com passagem pelo Reino Unido nos últimos quatorze dias.

A portaria restringe ainda, de forma excepcional e temporária, a entrada no país de estrangeiros de qualquer nacionalidade após recomendação técnica da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) devido aos riscos de contaminação e disseminação do coronavírus, por rodovias, por outros meios terrestres ou por transporte aquaviário.

As restrições não se aplicam a, entre outros, brasileiro nato ou naturalizado e imigrante com residência de caráter definitivo no território brasileiro, além do transporte cargas.

Ainda de acordo com o texto, as restrições não impedem a entrada de estrangeiros no país por via aérea, desde que obedecidos os requisitos migratórios adequados à sua condição.

5. Pesquisadores identificam no Rio possível nova linhagem do coronavírus

Pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e do Laboratório Nacional de Computação Científica do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) identificaram uma possível nova linhagem do novo coronavírus (Sars-CoV-2) circulando entre a população do Rio de Janeiro. 

Os detalhes da pesquisa, bem como seus resultados, ainda não foram divulgados em nenhuma revista científica. De acordo com o ministério, ao analisarem amostras de material genético colhido de pacientes que moram no estado, os pesquisadores identificaram cinco mutações do vírus causador da covid-19, o que pode caracterizar uma nova linhagem originária da subespécie B.1.1.28 do coronavírus.

A nova linhagem do vírus pode ter surgido em julho deste ano, tendo sido identificada principalmente em amostras colhidas entre moradores de Cabo Frio, Niterói e Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Em nota, o MICTI informa que, segundo os pesquisadores, até o momento, não há indícios de que a nova linhagem do vírus seja mais transmissível que as anteriormente identificadas, nem que a mutação interfira na efetividade das vacinas que estão em fase de testes.

Ainda assim, os responsáveis consideram importante a continuidade dos estudos de vigilância genômica a fim de acompanhar a eventual dispersão da nova linhagem, bem como o possível surgimento de outras variantes do Sars-CoV-2.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Vitória Fernandes - 24/12/2020 - 12:58

Pela Web