Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Oi pode levantar até R$ 7 bi com venda de ativos e ação disparar 260%, avalia BTG

30/09/2019 - 9:09
Ação poderá subir até 260% em doze meses, projetam analistas (Imagem: Oi)

O BTG Pactual avalia que a venda de ativos pela Oi (OIBR3) é crucial para a companhia cumprir seu planejamento estratégico divulgado em julho último. Neste contexto, a queima de caixa se torna a preocupação principal dos investidores.

“Para cobrir o buraco existente entre baixa geração de caixa e capex (plano de investimentos) mais alto, a Oi divulgou uma lista de ativos para vender. A lista é longa e pode levantar de R$ 6 bilhões a R$ 7 bilhões”, afirmam os analistas Carlos Sequeira, Bernardo Teixeira e Osni Carfi.

Na avaliação do banco, a administração está mais confiante na venda de ativos pela operadora, em especial na comercialização da Unitel no quarto trimestre deste ano, o que se alinha à revisão estratégica anunciada pela Oi.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Foco no caixa

Para o BTG, a operadora deverá gerar aproximadamente R$ 300 milhões por mês de caixa até o final de dezembro, totalizando R$ 1,2 bilhão no fim de 2019.

Diante da expectativa de capex de R$ 3 bilhões no quadrimestre, os analistas estimam que a Oi deverá queimar aproximadamente R$ 1,8 bilhão de seu caixa.

“Caso não haja venda de ativos e não ocorra emissão de dívida, a posição de caixa da empresa deverá encerrar o ano em R$ 1,6 bilhão”, completaram os analistas.

A recomendação para as ações é de compra, com preço-alvo de R$ 3,50. Caso se materializem as projeções, o papel poderá subir 260% – conforme o último fechamento.

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 30/09/2019 - 9:09