Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Oi: Tim, Claro e Vivo fazem oferta conjunta pela unidade móvel; veja os comunicados

18/07/2020 - 13:55
Vivo Claro Tim Oi Tele
No caso de aceitação da proposta, cada uma das empresas receberá uma parcela do negócio (Imagem: Money Times/Gustavo Kahil)

A Tim (TIMP3), Claro e Vivo (VIVT4) realizaram, em conjunto, uma oferta para a compra da unidade móvel da Oi (OIBR3; OIBR4), mostram comunicados enviados à CVM neste sábado (veja abaixo). O valor da proposta não foi divulgado, porém a expectativa expressa pela própria Oi é de um valor mínimo de R$ 15 bilhões.

“As propostas vinculantes, que foram apresentadas em conexão com o processo de market sounding já previamente comunicado pela companhia, são sujeitas a condições normais em processos desta natureza e confirmam o interesse do mercado no seu negócio móvel”, disse a Oi em um comunicado assinado por Camille Loyo Faria, Diretora de Finanças e Relações com Investidores.

O movimento unificado das teles buscou a garantia de ter o direito a ser a primeira ofertante a cobrir qualquer outro lance apresentado no processo competitivo. O direito é conhecido como Stalking Horse (Primeiro Proponente).

No caso de aceitação da proposta, cada uma das empresas receberá uma parcela do negócio.

Segundo a Reuters, duas fontes com conhecimento do assunto, houve uma segunda proposta de um investidor estratégico estrangeiro com pequena presença no Brasil.

Para escolher o vencedor, a Oi nao levara em conta apenas o valor da proposta mas também qual grupo pode garantir aprovação dos órgãos reguladores para o negócio mais rapidamente.

A Oi disse que recebeu mais de uma proposta pela sua unidade móvel, mas não revelou a identidade dos candidatos ou o número de propostas.

Segundo Adrian Calaza, Diretor Financeiro e de Relação com os Investidores da Tim, a Oi irá acelerar o crescimento da empresa por meio do aumento da eficiência operacional através de sinergias.

“Na visão dos clientes, a transação promoverá ganhos na experiência de uso e melhoria na qualidade do serviço prestado, além da possibilidade de lançamento de produtos e ofertas. O mercado de telecomunicações em geral, terá como benefícios o reforço da capacidade de investimento, inovação tecnológica, bem como da sua competitividade”, destaca.

Para Roberto Catalão Cardoso, diretor de Relação com Investidores da Claro, “a transação agregará valor para nossos acionistas e clientes através de maior crescimento, geração de eficiências operacionais e melhorias na qualidade do serviço”.

Neste sábado, a Highline apresentou uma oferta de R$ 1,076 bilhão pela unidade de torres da Oi.

Veja o comunicado da Oi:

Veja o comunicado da Tim:

Veja o comunicado da Claro:

Veja o comunicado da Vivo:

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Gustavo Kahil - 18/07/2020 - 15:16