Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Os 7 principais fundos imobiliários para investir no último mês do ano, segundo Genial

Diana Cheng
04/12/2021 - 9:33
Imóveis
Confira as novas indicações da corretora em fundos imobiliários para dezembro (Imagem: Money Times/Gustavo Kahil)

A carteira recomendada de fundos imobiliários (FIIs) da Genial Investimentos apresentou algumas mudanças em atualização para dezembro.

A corretora se despediu de novembro, mês complicado para o setor de fundos imobiliários, ao retirar Vinci Offices (VINO11) da carteira Renda, sob expectativa de pressão nos dividendos do ativo em 2022 devido à redução das reservas.

No lugar do Vinci Offices, a Genial incluiu CSHG Real Estate (HGRE11), que tem potencial de aumento no pagamento de dividendos à medida que os ativos em reforma começam a ser ocupados.

O CSHG Real Estate também é uma das novidades na carteira Valor, junto de Kinea Rendimentos Imobiliários (KNCR11), um FII que, segundo os analistas, pode se beneficiar do aumento da taxa Selic.

Carteira Renda
Fundo Ticker Segmento Peso Dividend Yield 12M
Mogno Fundo de Fundos MGFF11 Fundo de fundos 15% 11,30%
CSHG Real Estate HGRE11 Lajes comerciais 15% 7,70%
VBI Prime Properties PVBI11 Lajes comerciais 15% 7,60%
Bresco Logística BRCO11 Logística 15% 7,80%
RBR Rendimento High Grade RBRR11 Recebíveis imobiliários 20% 9,50%
Mauá Capital Recebíveis Imobiliários MCCI11 Recebíveis imobiliários 20% 9,80%
Carteira Valor
Fundo Ticker Segmento Peso Dividend Yield 12M
RBR Alpha Multiestratégia RBRF11 Fundo de fundos 20% 11,10%
Mogno Fundo de Fundos MGFF11 Fundo de fundos 15% 11,30%
CSHG Real Estate HGRE11 Lajes comerciais 20% 7,70%
Malls Brasil Plural MALL11 Shopping/Varejo 15% 7,80%
VBI Prime Properties PVBI11 Lajes comerciais 7,50% 7,60%
Kinea Rendimentos Imobiliários KNCR11 Recebíveis imobiliários 12,50% 4,80%
Plural Recebíveis Imobiliários PLCR11 Recebíveis imobiliários 10% 12,70%

Em novembro, a carteira Renda da Genial mostrou perdas de quase 4%, enquanto a carteira Valor desvalorizou 5,75%. O Índice de Fundos Imobiliários (Ifix) da B3 (B3SA3) registrou queda em quase todos os pregões do mês, fechando com desvalorização de 3,64%.

“Na nossa visão, esse movimento ocorreu por dois principais motivos: (i) movimento de investidores vendendo ativos de risco para investir na renda fixa e (ii) redução da liquidez no mercado de fundos imobiliários”, afirmou a Genial.

Perspectivas para 2022

A volatilidade tomou conta dos mercados em 2021, e nem mesmo os fundos imobiliários das turbulências no ano.

Em entrevista para o Money Times, Caio Araujo, analista da Empiricus, conta sobre o que o investidor pode esperar para o setor de imóveis em 2022 e, de quebra, compartilha algumas de suas recomendações. Confira:

Disclaimer

Money Times publica matérias de cunho jornalístico, que visam a democratização da informação. Nossas publicações devem ser compreendidas como boletins anunciadores e divulgadores, e não como uma recomendação de investimento.

Última atualização por Diana Cheng - 04/12/2021 - 9:33

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender
As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web