Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Outubro tem mais da metade dos contratos em aberto de boi, mas agosto ganha com rolagem e mercado físico

31/07/2020 - 14:15
Boi Carnes
Boi expressa o curto prazo na B3, mas o contrato mais longo de 2020 também tem boa liquidez (Imagem: JBS/Imprensa)

O contrato de outubro do boi gordo na bolsa de valores vai ganhando cada vez mais liquidez, correspondendo a mais da metade de tudo que ainda não foi zerado, mas o curto prazo está com sinais de força dos preços alinhados ao mercado físico.

De todos os contratos em aberto até junho de 2021, 20.669 (até 12h30 desta sexta, 31), o BGIV20 tinha 10.945 mil na B3 (B3SA3)

O vencimento ganhou mais de R$ 5 em 15 dias, chegando agora aos R$ 223,25 (14h10), para encerrar a semana com um recuo residual de 0,9% até o momento.

Apesar de estar havendo rolagem do contrato julho para o agosto, tradicional em virada de mês, o que fortalece a posição do vencimento na tela, segundo Yago Travagini, analista da Agrifatto, os R$ 225,50 do futuro do mês 8, com variação positiva de 0,33%, reflete as expectativas de sequência de forte demanda por parte dos frigoríficos.

Sob previsão de julho alcançar mais 170 mil toneladas de carnes exportadas, e com a propulsão chinesa mais forte esperada a partir de agosto e setembro, o alinhamento do mercado futuro curto fica mais próximo do físico.

A tela de setembro também caminha para fechar em leve alta, em R$ 223.

 

 

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Leia mais sobre: Agronegócio, B3, Boi

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 31/07/2020 - 15:16