Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

País mais vacinado do mundo também enfrenta reabertura difícil

23/02/2021 - 16:34
Israel mostra um novo normal que pode não se parecer muito com o mundo pré-pandemia por algum tempo (Imagem: REUTERS/Ronen Zvulun)

Enquanto o mundo espera por um retorno à normalidade com a distribuição de vacinas, Israel mostra que o caminho será longo e árduo.

Com quase metade da população de 9,3 milhões tendo recebido pelo menos uma dose de imunizante, Israel administrou mais vacinas contra a Covid per capita do que qualquer outro lugar. O país apostou na vacinação para começar a reabrir a economia.

No domingo, teatros, estádios esportivos, hotéis e academias puderam abrir para pessoas que pudessem demonstrar – usando o aplicativo móvel “passe verde” – que receberam as duas doses ou se recuperaram do coronavírus. Os 30% da população elegível para o passe tem acesso a academias, piscinas e outras instalações semelhantes.

Mas mesmo que isso traga esperança para empresas fechadas por meses e para economias ao redor do planeta que gastaram trilhões de dólares para apoiar as pessoas durante as restrições, Israel mostra um novo normal que pode não se parecer muito com o mundo pré-pandemia por algum tempo.

Um exemplo é o Haifa Theatre, de Niza Ben Zvi, no norte de Israel, que se prepara para o primeiro show presencial desde meados do ano passado.

Haifa Theatre
Um exemplo é o Haifa Theatre, de Niza Ben Zvi, no norte de Israel, que se prepara para o primeiro show presencial (Imagem: Wikicons)

“Vi todas as luzes do saguão e me emocionei”, disse Ben Zvi, presidente do teatro. “Espero que seja só isso. Acabou, estamos voltando e não há mais restrições.”

Ainda assim, embora tenha esgotado os ingressos para o espetáculo “Bargain Market” que começa no final de fevereiro, o teatro só pode ter metade da ocupação, já que os convidados precisam se sentar separadamente. Não gera receita suficiente para cobrir produções de maior orçamento, como musicais.

Sem Turistas

Outros fatores econômicos importantes permanecem em pausa. O turismo é quase inexistente, já que o principal aeroporto do país está fechado para quase todos os voos até o início de março.

Após retração econômica de 2,4% no ano passado, o Banco de Israel prevê crescimento de mais de 6% neste ano se as iniciativas de vacinação rápida continuarem. Os riscos permanecem, especialmente se uma nova variante resistente à vacina se espalhar. Outro risco é que o governo – que enfrenta eleições em 23 de março – não forneça apoio fiscal suficiente para ajudar na transição econômica.

“A questão agora é como retirarmos cuidadosamente o estímulo para não desperdiçarmos dinheiro e ficarmos viciados no apoio do governo por um lado”, disse Adi Brender, chefe da divisão macroeconômica e de políticas do departamento de pesquisa do banco central. E “por outro lado, não eliminar o momentum, deixar as pessoas desamparadas cedo demais”.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Bruno Andrade - 23/02/2021 - 16:34