Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Pão de Açúcar ou Carrefour: qual ação colocar no seu carrinho?

17/07/2020 - 16:58
Carrefour CRFB3
“Após perder as expectativas no 1º trimestre do ano com margens brutas mais baixas, esperamos uma melhoria sequencial para o Pão de Açúcar e o Carrefour”, afirmaram os analistas (Imagem: Money Times/Gustavo Kahil)

O Banco Safra atualizou as suas estimativas para as ações do Pão de Açúcar (PCAR3) e Carrefour (CRFB3) em um cenário de vendas mais positivo para 2020.

De acordo com a análise, a principal mudança foi nas estimativas para o Pão de Açúcar, “A medida que balanceamos os ganhos de escala e seu posicionamento competitivo, reduzimos a previsão de margem bruta de longo prazo para a divisão Multivarejo de 26% para 28%”, informou o banco.

De acordo com os analistas Guilherme Assis e Felipe Reboredo, o aumento do desemprego e a menor renda familiar devem pressionar as taxas de inadimplência e restringir o recebimento de crédito. O Carrefour, empresa que conta com maior exposição à operação bancária, deve sofrer mais com a deterioração do cenário macro.

“Após perder as expectativas no 1º trimestre do ano com margens brutas mais baixas, esperamos uma melhoria sequencial para o Pão de Açúcar e o Carrefour. Em nossa opinião, os varejistas de alimentos estão retendo qualquer possível aumento de preço para defender a participação de mercado durante esse período de pandemia, o que deve limitar os ganhos de escala”, informou o documento.

Para o Pão de Açúcar, o Safra prevê uma tendência de recuperação e maiores vendas em seus Hipermercados, além de um forte crescimento no Assaí. Sendo assim, o banco avalia as ações da rede como outperform (desempenho acima do mercado) e estima o preço-alvo em R$ 102, potencial de valorização de 47%.

Já na situação do Carrefour, o Safra espera uma continuação da boa execução na divisão de varejo, impulsionada por seus hipermercados, enquanto o Atacadão registra um crescimento de quase dois dígitos na linha superior.

“Por fim, destacamos o impacto negativo da crise econômica no financiamento ao consumidor do Carrefour, que esperamos uma queda de 37% no 2º trimestre de 2020 em comparação com o mesmo período de 2019”, informaram os analistas.

Sendo assim, a recomendação para o Carrefour é neutra, com preço-alvo de R$ 27, um potencial de valorização de 39%.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 17/07/2020 - 19:22