Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Pedro Parente diz desconhecer interesse de empresa holandesa na Braskem

31/10/2017 - 20:30

A sociedade formada para levar duas áreas da 3ª Rodada de pré-sal – Alto de Cabo Frio Central e Peroba – com a BP já foi um desdobramento da parceria estratégica firmada pela Petrobras com a petroleira britânica em outubro e divulgada nesta terça-feira, 31, segundo o presidente da estatal, Pedro Parente.

“Mas há também um interesse muito grande na parceria estratégica com a BP no que diz respeito ao tema do gás, que vai nos permitir aumentar a participação do gás no portfólio da Petrobras. Lembrando que gás é o combustível de transição”, afirmou Parente, após participar de palestra na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ).

O executivo falou também “numa eventual parceria na área de comercialização, na compra e venda de derivados e petróleo cru, na chamada operação de trading”. De acordo com Parente, a BP possui grande experiência nessa área, que pode beneficiar a estatal”.

Ele descartou qualquer conversa sobre investimentos conjuntos para concluir a refinaria do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). A única negociação nesse sentido seria com a chinesa CNPC.

Parente mencionou também a existência de campos da BP com “bastante quantidade de gás” e a possibilidade da petroleira britânica estar “disposta a ceder parte desses campos num processo de troca”. “É um modelo que envolveria a possibilidade de troca de ativos, mas ainda está muito preliminar a discussão”, afirmou.

Questionado sobre a manifestação de interesse da empresa holandesa LyondellBasell na Braskem, como divulgado na empresa, Parente disse não ter conhecimento. A Petrobras é sócia da Odebrecht na petroquímica e negocia mudança no estatuto social para vender a sua participação. “Não temos informação nenhuma de que haveria a proposta”, disse.

Corrupção

Parente afirmou que as devoluções de dinheiro desviados em esquemas de corrupção contribuem para o caixa. Na segunda-feira, 30, foi divulgado o retorno de R$ 87 milhões. O valor, porém, não é suficiente para resolver o alto endividamento, de US$ 90 bilhões, destacou o executivo.

“Então, esses (cerca de) R$ 80 milhões são cerca de 0,3% da dívida. Eu não estou dizendo que é pouco, não é isso. Estou dizendo que quando comparado com a nossa dívida, temos um longo caminho pela frente. Todo o dinheiro que nós pudermos recuperar, dado que a Petrobras é vítima, nós queremos recuperar”, afirmou.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por - 05/11/2017 - 13:52

Pela Web