Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Petrobras amplia prazo para cálculo da paridade de combustível

05/02/2021 - 16:40
Petrobras
O presidente da Petrobras disse na semana passada que as demandas dos caminhoneiros não são problema da Petrobras (Imagem: REUTERS/Diego Vara)

A Petrobras (PETR4) ampliou recentemente para um ano o prazo em que a empresa calcula a paridade internacional de preços dos combustíveis, disseram duas pessoas familiarizadas com a decisão.

A mudança no prazo, que anteriormente era de três meses, aplica-se tanto ao diesel quanto à gasolina, como forma de evitar transferir a volatilidade dos preços internacionais para os consumidores, disseram as pessoas, que não quiseram ser citadas porque a informação não é pública.

A Petrobras não comentou o assunto imediatamente

É a primeira vez desde 2019 que o período utilizado internamente pela Petrobras para cálculo da flutuação de preços é divulgado.

Em 2018, o então presidente da Petrobras Pedro Parente renunciou após uma greve de caminhoneiros, descontentes com a política de reajustes diários da empresa.

A mudança foi feita na segunda metade de dezembro, disseram as pessoas, e a aconteceu em meio a ameaças de caminhoneiros de fazer greve nacional contra a alta do diesel.

Em 17 de dezembro, o presidente Jair Bolsonaro disse ao vivo que ligou para o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, para entender por que os preços do diesel subiram, e que ele estava fazendo o possível para ajudar os caminhoneiros.

O presidente da Petrobras disse na semana passada que as demandas dos caminhoneiros não são problema da Petrobras.

De outro lado, importadores privados dizem que a Petrobras está vendendo combustíveis com prejuízo, dificultando suas importações, uma alegação que a Petrobras nega.

Bolsonaro disse nesta sexta-feira que nunca atuou para interferir nos preços dos combustíveis da Petrobras.

Nesta sexta-feira, Castello Branco disse que o governo federal nunca interferiu em políticas de preços de combustíveis da Petrobras ou assuntos internos da empresa.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre: , , ,

Última atualização por André Luiz - 05/02/2021 - 16:40