Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Petrobras deve voltar a captar recursos no exterior, diz Estadão

08/01/2018 - 8:26

Investing.com – A Petrobras (SA:PETR4) é uma habitual cliente do mercado de dívidas externas e deve novamente acessar os investidores estrangeiros ainda neste mês. As informações são da Coluna do Broad, publicado no site do Estadão.

Segundo a publicação, a estatal ainda não decidiu definitivamente, mas o mercado entende que a estatal deve aproveitar a janela, uma vez que os custos para a captação de recursos estão atrativos.

Com as eleições em outubro, os analistas apontam que o melhor período para acessar o mercado de dívida no exterior é nos primeiros meses do ano. Além disso, o acordo feito com a Petrobras para por fim as ações nos Estados Unidos também contribui diminuir as incertezas sobre a companhia.

Em 2017, a Petrobras realizou duas captações de recursos externos, levantando um total de US$ 6 bilhões.

Ainda de acordo com a coluna, as primeiras empresas que devem realizar emissão de dívida não exterior são Rumo (SA:RAIL3), Rede D’Or e Marfrig (SA:MRFG3), o que pode acontecer ainda nesta semana.

Na sexta-feira, a Fitch divulgou nota avaliando que o acordo realizado pela Petrobras para encerrar a ação coletiva movida por investidores nos Estados Unidos representa crédito neutro para a estatal brasileira, caso a proposta seja aprovada pela justiça americana. Na agência de classificação de risco, o rating da companhia é BB Negativo.

Segundo a Fitch, o pagamento de US$ 2,95 bilhões poderá ser coberto com dinheiro em caixa, sendo o impacto na alavancagem e no fluxo de caixa manejável. Com isso, a agência acredita que essa multa poderá pressionar o fluxo de caixa livre a entrar em território negativo.

Um ponto positivo, segundo a Fitch, é que a Petrobras segue fazendo parte das investigações nos Estados Unidos relacionadas ao caso de corrupção da Lava Jato, o que reduz o risco de litigância e pode resultar em multas.

A Petrobras informou na quarta-feira que assinou acordo para encerrar ação coletiva (“Class Action”) nos Estados Unidos, prevendo o pagamento de 2,95 bilhões de dólares, montante que terá impacto nos resultados da companhia no quarto trimestre de 2017.

Com Reuters

Por Investing.com

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre: ,

Última atualização por Gustavo Kahil - 08/01/2018 - 8:26

Cotações Crypto
Pela Web