Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Petróleo a caminho de forte queda na semana antes dos dados da produção dos EUA

20/07/2018 - 12:25

Por Investing.com – A cotação do petróleo permanecia no caminho de uma queda acentuados na semana durante as negociações na metade da manhã, apesar das esperanças de que a Arábia Saudita estivesse determinada a não inundar os mercados com exportações, já que os investidores esperavam os dados semanais sobre a produção norte-americana.

Os contratos futuros de petróleo bruto WTI, negociados em Nova York, tinham queda de US$ 0,39, ou cerca de 0,57%, e eram negociados a US$ 67,85 o barril às 11h15.

Além disso, o petróleo Brent, referência para preços do petróleo fora dos EUA, avançava US$ 0,19 ou 0,26%, para US$ 72,77.

O dirigente da Opep da Arábia Saudita, Adeeb Al Aama, disse que as exportações do maior produtor do cartel em julho estarão aproximadamente em linha com os 7,2 bilhões de barris por dia que foram exportados em junho, de acordo com informações doDow Jones.

Ele observou ainda que o reino planeja cortar as exportações em cerca de 100.000 barris por dia em agosto, uma vez que trabalha para garantir que não jogue petróleo para o mercado além das necessidades dos clientes, evitando preocupações de que o excesso de oferta reduziria os preços.

Al Aama indicou que as preocupações de que a Arábia Saudita, o maior produtor da Opep e o líder efetivo do cartel, e seus parceiros gerariam excesso nos mercados, “não têm base”.

O petróleo dos EUA e o Brent estavam no caminho de perdas na semana de 3,8% e 2,8%, respectivamente, com ambos os barris em queda de aproximadamente 8% no mês de julho.

Países da Opep e externos à organização, liderados pela Rússia, concordaram em diminuir suas restrições à produção, a fim de compensar as deficiências observadas em outros produtores. Contudo, a Líbia reabriu recentemente seus portos, exportando petróleo novamente e elevando as preocupações de que aumentos na produção levariam a um excesso de oferta.

As preocupações com a guerra comercial também prejudicavam os preços do petróleo, já que investidores temem que um impacto negativo sobre a economia global possa debilitar a demanda.

A produção dos EUA também estará em foco na sexta-feira quando a Baker Hughes divulgar seu relatório semanal sobre a atividade de extração. A contagem de sondas de petróleo em atividade nos EUA permaneceu inalterada em 863 na semana passada, já que os exploradores pareciam manter a produção estável devido à queda nos preços.

Em outras negociações de energia, os contratos futuros de gasolina avançavam 0,66% para US$ 2,0606 o galão às 11h17, ao passo que o óleo de aquecimento tinha alta de 0,32% e era negociado a US$ 2,0968 o galão.

Os contratos futuros de gás natural estavam em baixa de 0,11% e eram negociados a US$ 2,766 por milhão de unidades térmicas britânicas.

Leia mais sobre:

Última atualização por Victor Fermino - 20/07/2018 - 12:27

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto