Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Petróleo avança 3,6% após EUA definir data para impedir exportações do Irã

26/06/2018 - 17:29

Por Investing.com – O mercado de petróleo viu um dia de fortes compras com investidores de olho na esperada redução das exportações do Irã, depois que uma autoridade sênior do Departamento de Estado dos EUA disse que os países devem parar de comprar do país no início de novembro ou sofrer sanções.

Na Bolsa de Nova York, os contratos futuros do WTI para entrega em agosto subiram 3,6% para encerrarem a sessão a US$ 70,53 por barril, enquanto o Brent, em Londres, subiu 2,17%, e fechou o dia negociado a US$ 76,71 o barril.

As empresas que compram petróleo iraniano devem interromper completamente as operações até o dia 4 de novembro, caso contrário enfrentarão poderosas sanções dos EUA, disse uma autoridade do Departamento de Estado a repórteres nesta terça-feira.

Os preços do petróleo ganharam força com a expectativa da redução oferta global com a redução das vendas do Irã – o terceiro maior produtor da Opep –, que exporta mais de 2 milhões de barris por dia.

Em maio, o presidente dos EUA, Donald Trump, retirou os Estados Unidos do acordo nuclear com o Irã, prometendo retomar o “mais alto nível de sanções econômicas” em Teerã, mas sem fornecer uma data exata para impedir o comércio de petróleo do país.

O sentimento otimista com a cotação ofuscou informação que a a Arábia Saudita planeja elevar a produção de petróleo bruto a níveis recordes.

Os sauditas planejam injetar um recorde de 10,8 milhões de barris por dia, acima da máxima anterior de 10,72 milhões de bpd observada em novembro de 2016, informou a Bloomberg, citando pessoas informadas sobre a política de produção do país.

Alguns analistas disseram que o plano da Arábia Saudita para aumentar a produção seria um sinal de que o líder de fato da Opep estava preocupado com a falta de oferta, num momento em que a produção ociosa global estava se aproximando de um recorde de baixa.

Perto do fechamento, os preços do petróleo também foram apoiados pelas expectativas de uma redução nos estoques dos EUA pela terceira semana consecutiva.

Amanhã, o mercado aposta que a agência de energia dos EUA mostre uma redução de 2,572 milhões de barris nos estoques de petróleo.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre: ,

Última atualização por Gustavo Kahil - 26/06/2018 - 17:29

Cotações Crypto
Pela Web