Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Petróleo ultrapassa a barreira dos US$ 50 em NY, com alta de quase 5%

09/01/2019 - 18:04

Petrobras

Por Investing.com – O petróleo WTI disparou para os novos picos de 2019, apesar de a queda dos estoques de petróleo vir abaixo da expectativa do mercado. A commodity negociada em Nova York veio acima de US$ 52 nesta quarta-feira, enquanto o Brent, referência global e cotado em Londres, também fez novas máximas intraday, acima de US$ 61.

Chegou o Pré-Market Money Times! CADASTRE AGORA e Receba antes do mercado

Às 17:42 (horário de Brasília), o WTI era negociado a US$ 52,17 por barril, aumento de US$ 2,39 ou 4,8%. Ao longo da sessão, chegou a ser cotado a US$ 52,58. Já o Brent, subiu US$ 2,55, ou 4,34%, para US$ 61,27, após atingir US$ 61,58 anteriormente.

O WTI ganhou 24% desde que atingiu o menor patamar de 18 meses, a US $ 42,36, atingido na véspera de Natal. Mas os dados de estoques dos EUA podem não ser suficientes para manter os preços em alta no longo prazo.

A Administração de Informações de Energia dos EUA (EIA, na sigla em inglês) divulgou números de estoques de produtos e petróleo pessimistas para a semana encerrada em 4 de janeiro. A EIA informou que os estoques brutos dos EUA caíram 1,68 milhão de barris na semana passada, cerca de um terço menor que os 2,4 milhões de barris previsto por analistas.

Do lado dos produtos, os estoques de gasolina aumentaram 8,07 milhões de barris, mais do que o dobro da expectativa de 3,39 milhões de barris. Eles também estavam 8% acima da média de 5 anos, informou a EIA.

Os estoques de destilados, que incluem diesel e óleo de aquecimento, aumentaram em 10,61 milhões de barris, em comparação com as previsões para um ganho de 1,89 milhão. Eles também estavam 5% acima da média de 5 anos.

“Refinadores continuam operando em um nível alto, mas parecem estar tocando para um teatro cada vez mais vazio, em que a demanda e os níveis de exportação continuam a ser escassos, especialmente para a gasolina”, disse John Kilduff, sócio-fundador do fundo de hedge de energia de Nova York Again Capital.

“As importações de petróleo bruto continuam no lado da alta e as exportações caíram novamente. Com a demanda se mantendo perto de 11 milhões de bpd, a oferta global de petróleo está acompanhando a alta demanda das refinarias”, acrescentou.

A EIA informou que as refinarias operaram 96,1% da capacidade na semana passada, a primeira semana completa de trabalho de 2019. Nos últimos meses, a utilização da refinaria também chegou perto de 99%. Se isso acontecer e a demanda por produtos não aumentar, pode haver ainda mais acúmulo de estoque.

Leia mais sobre: , ,

Última atualização por - 09/01/2019 - 18:04

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto