Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Polícia Federal faz operação contra desmatamento ilegal no Pará

29/07/2020 - 9:51
Desmatamento
A polícia identificou ainda a participação de policiais que faziam fiscalização na rodovia transamazônica e cobravam propinas para autorizar a passagem dos caminhões ilegais (Imagem: Reuters/Ricardo Moraes)

A Polícia Federal no Pará deflagrou nesta quarta-feira uma operação contra um quadrilha envolvida em desmatamento ilegal no Estado que envolvia madeireiros, policiais e outros servidores públicos.

De acordo com nota da PF, a quadrilha era formada por quatro núcleos, o primeiro que incluía madeireiros de pequeno porte, responsáveis pela extração ilegal da madeira, um segundo de alto poder econômico, que seriam os financiadores da operação de extração, serragem e distribuição da madeira ilegal, inclusive manipulando créditos florestais e falsificando documentos.

Um terceiro grupo seria formado por servidores de Secretarias municipais de Meio Ambiente, advogados, engenheiros florestais que, segundo a PF “utilizam sua função pública para favorecer e acobertar os crimes ambientais, além de, em alguns casos, participarem do comércio de madeira ilegal.”

Além disso, a polícia identificou ainda a participação de policiais que faziam fiscalização na rodovia transamazônica e cobravam propinas para autorizar a passagem dos caminhões ilegais e serviam de olheiros para informar os locais de fiscalização.

Foram cumpridas 60 medidas, incluindo 28 mandados de busca e apreensão, além de afastamentos da função pública, determinação de suspensão da atividade econômica e sequestro de bens.

O desmatamento na Amazônia seque crescendo, apesar da criação do Conselho da Amazônia e da operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), com a utilização das Forças Armadas, que está na região desde maio.

Em junho, a retirada ilegal de madeira cresceu pelo 14º mês consecutivo, de acordo com números preliminares do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Desmatamento
O desmatamento na Amazônia seque crescendo, apesar da criação do Conselho da Amazônia e da operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), com a utilização das Forças Armadas, que está na região desde maio (Imagem: REUTERS/Nacho Doce)

Os dados do Deter, programa de satélite usado para acompanhar em tempo real o desmatamento, mostram um crescimento de 10,7% em junho, comparado com o mesmo mês do ano passado.

Nos primeiros seis meses do ano, a área devastada cresceu 25%, chegando a 3.066 quilômetros quadrados.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Rafael Borges - 29/07/2020 - 9:51