Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Por que a Latam venderia a sua unidade brasileira para a Azul?

30/05/2021 - 11:31
Avião da Latam TAM
A empresa poderia ser facilmente reestruturada para aumentar o valor patrimonial, já que os contratos de arrendamento de aeronaves são registrados no Chile (Imagem: Instagram/ Latam)

Muito se falou nessa semana sobre uma possível compra da Latam pela Azul (AZUL4), mas por que a Latam venderia a sua unidade brasileira?

De acordo com o Bradesco BBI, uma fusão completa parece muito complexa e exigiria um acordo muito abrangente entre os acionistas controladores.

Por outro lado, na visão do analista Victor Mizusaki, uma solução simples seria a venda da Latam brasil para a Azul.

Ele afirmou que desde a conclusão da fusão LAN-TAM em 2012, a Latam Brasil tem apresentado desempenho inferior ao das operações anteriores.

“A Azul poderia emitir 430 milhões de ações para adquirir a Latam por aproximadamente US $ 1,9 bilhão. A Latam garantiria sua exposição ao Brasil com uma parceria com a Azul, e a empresa também poderia vender essa participação ou levantar caixa, se necessário”, afirmou no relatório.

Além disso, a empresa poderia ser facilmente reestruturada para aumentar o valor patrimonial, já que os contratos de arrendamento de aeronaves são registrados no Chile, proporcionando flexibilidade para ajustar o tamanho da frota e reduzir a alavancagem no Brasil; se as negociações com os pilotos e o sindicato dos tripulantes falharem, a Latam reduzirá sua força de trabalho.

Para a Azul, a empresa alcançaria uma participação de mercado doméstico de 62% (ante 25%) e aumentaria sua presença em aeroportos restritos no Brasil (por exemplo, aeroportos de Congonhas e Santos Dumont), concluiu Mizusaki.

Assim, na visão do Bradesco BBI, a recomendação ainda é de venda para as ações da Latam, já que ainda não há previsão para nenhuma conclusão do negócio. Por outro lado, a recomendação é de compra para os papéis da azul, com preço-alvo de R$ 23, potencial de valorização de 7%.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Vitória Fernandes - 30/05/2021 - 12:09

Pela Web