Mercados

Por que Americanas (AMER3) desaba 11% nesta segunda (2), após saltar 25%?

02 out 2023, 15:34 - atualizado em 02 out 2023, 15:34
americanas amer3
Americanas (AMER3) perde parte da alta da semana passada no pregão de hoje. (Imagem: REUTERS/Ueslei Marcelino)

A Americanas (AMER3) recuava 11,58%, a R$ 0,84, por volta das 15h do pregão desta segunda-feira (02). Trata-se de um movimento de correção das ações, afirma o analista da Empiricus Research, Fernando Ferrer.



O analista explica que, na semana passada, as ações dispararam, após a varejista fechar acordo com o banco Bradesco (BBDC4).

“Isso reduziu um pouco as incertezas ali”, ressalta Ferrer.

Na quinta-feira (28), AMER3 disparou 13,04%, cotada a R$ 0,78. Já na sexta (29), o salto foi de 21,79%, a R$ 0,95. No acumulado da semana, as ações valorizaram 25%.

Relatório de atividades da Americanas

No domingo (01), a varejista divulgou relatório mensal de atividades. Os dados mostraram que a Americanas fechou 21 lojas entre 21 de agosto e 17 de setembro deste ano. Nos oito primeiros meses do ano, foram encerrados 88 pontos comerciais, restando 1.785 unidades ativas.

Além disso, foram desligados 1.131 funcionários no período, sendo que 639 foram pedidos de demissão. No meio de setembro, a companhia tinha 34.369 funcionários.

O número de clientes ativos no acumulado do ano caiu 12,7%. O caixa disponível da Americanas também recuou e somava R$ 1,552 bilhão.

Entre janeiro e agosto deste ano, a dívida em reais aumentou em 5,6%, R$ 20,644 bilhões, enquanto a dívida em dólares caiu 1,1%, a R$ 1,068 bilhão.

Veja o relatório completo:

Editora-assistente
Editora-assistente no Money Times e graduanda em Jornalismo pela Unesp - Universidade Estadual Paulista. Entrou para a área de finanças e investimentos em 2021.
Linkedin
Editora-assistente no Money Times e graduanda em Jornalismo pela Unesp - Universidade Estadual Paulista. Entrou para a área de finanças e investimentos em 2021.
Linkedin