Comprar ou vender?

Por que comprar BB Seguridade (BBSE3) agora, segundo a Genial Investimentos

15 abr 2024, 17:06 - atualizado em 15 abr 2024, 17:07
bb seguridade genial investimentos recomendação ações
Para analistas da Genial, BB Seguridade pode reportar um lucro de R$ 1,88 bilhão nos resultados do 1T24 (Imagem: Reuters)

Em relatório da Genial Investimentos, assinado por Eduardo Nishio, Wagner Blondo e Felipe Oller, os analistas reafirmaram “compra” para as ações do BB Seguridade (BBSE3), baseando-se em um resultado considerado robusto, apesar de um cenário de desaceleração.

Apesar disso, os analistas cortaram o preço-alvo de R$ 48,3 para R$ 44, por conta da piora no custo de capital da companhia.

“Ainda enxergamos as ações da BB Seguridade sendo negociadas a níveis de valuation atrativos, com um P/L [preço por lucro] de 8,1x para 2024 e com um dividend yield de 10,7%”, afirmam.

O que esperar do 1T24 do BB Seguridade?

A Genial espera que, para o primeiro trimestre de 2024 (1T24), a empresa reporte um lucro de R$ 1,88 bilhão, crescimento anual de 6,5%, mas uma contração de 8,8% ante o trimestre anterior.

Para os analistas, grande parte do impacto trimestral deve estar relacionado com o desempenho do mês de janeiro, quando a sinistralidade do segmento agrícola aumentou significativamente, além do desempenho negativo no resultado financeiro da Prev (unidades de Previdência).

Apesar disso, há notícias boas, como a expectativa de prêmios da seguradora ainda fortes, impulsionados pelo prestamista, beneficiado pelo crédito consignado do banco e pela reversão do descasamento temporal financeiro negativo.

Janeiro foi destaque negativo para trimestre do BB Seguridade

A Genial afirma que colocando em perspectiva, após um mês de janeiro fraco, conforme dados já divulgados, “prevemos que o trimestre termine de forma positiva”.

“No entanto, não esperamos uma melhora substancial o suficiente para elevar significativamente nossas projeções de crescimento de lucro para 2024”, complementa.

A expectativa é de trimestres mais positivos, com destaque para a sinistralidade agrícola. O lucro estimado é de R$ 8,17 bilhões para 2024, expansão anual de 6%.

Para conseguir esse resultado, a plataforma de investimentos destaca que será necessário controlar a sinistralidade, principalmente do seguro agrícola, e que o Índice Geral de Preços do Mercado (IGPM) seja descolado do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), impactando o resultado da empresa.

O IGPM e o IPCA influenciaram a unidade de previdência da empresa, com o descasamento temporal entre os dois. A expectativa é de um lucro líquido de R$ 330 milhões para a unidade, redução de 34,3% entre trimestres, impactada pelo resultado financeiro negativo de janeiro.

Estagiária
Jornalista em formação pela Universidade de São Paulo (ECA-USP). Apaixonada pela escrita e pelo audiovisual, ingressou no Money Times em 2023.
Linkedin
Jornalista em formação pela Universidade de São Paulo (ECA-USP). Apaixonada pela escrita e pelo audiovisual, ingressou no Money Times em 2023.
Linkedin