Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Pós-Black Friday: como ganhar com as varejistas online na Bolsa?

Gustavo Kahil
29/11/2016 - 12:51

As empresas brasileiras do setor varejista na internet ainda patinam por não serem puramente online. Ou seja, não tem o DNA da web. Esse é caso, por exemplo, da MercadoLibre. A empresa é uma das três preferidas pelo BTG Pactual na América Latina. As outras duas são as brasileiras B2W (BTOW3) e Magazine Luiza (MGLU3).

Receba o Giro Money Times grátis em seu email

“O setor brasileiro de internet foi desenvolvido em uma cultura de preços competitivos, vendas por meio de parcelas sem juros, frete grátis para atrair consumidores e pesados investimentos para suprir os já conhecidos problemas estruturais da economia local”, destaca o BTG em um relatório assinado por Fabio Monteiro e Luiz Guanais.

Apesar da economia em queda, o banco vê motivos para acreditar em um crescimento contínuo no varejo online para os próximos anos com base na ainda baixa penetração das vendas neste segmento dentro do varejo brasileiro e as melhores projeções para o crescimento do país a partir do ano que vem.

Os analistas reiteraram a recomendação de compra das ações da Magazine Luiza e elevaram a B2W de neutro para compra. O BTG vê potencial para um movimento de revalorização quando começarem a ser vistas como empresas com maior perfil de internet. O potencial de valorização para a Magazine é de 70% (Preço-alvo de R$ 106 ) e de 13% para a B2W (Preço-alvo de R$ 27).

Leia mais sobre recomendações de ações!

Última atualização por - 05/11/2017 - 14:08

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender
As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto