Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Potencial de crescimento da Vamos começa a se materializar

Diana Cheng
28/07/2021 - 14:01
Para o BTG, a Vamos está inserida em uma “indústria de oceano azul” e conta com vantagens econômicas (Imagem: Reprodução/Grupo Vamos)

Os resultados do segundo trimestre do ano mostraram que o momento vivido pelo Grupo Vamos (VAMO3) continua forte, de acordo com o BTG Pactual (BPAC11) e a XP Investimentos.

Na visão da XP, os números evidenciam um movimento já esperado: o potencial de crescimento da companhia está se materializando, impulsionado pelas oportunidades do mercado de locação de caminhões, ainda inexplorado no Brasil.

“Observamos que a Vamos não só vem sendo bem sucedida em ser pioneira neste mercado (frota de caminhões +27% estimado para 2021), mas também vem adicionando crescimento inorgânico de forma estratégica (ex: [a] Monarca e Fendt, adicionando à rede pré-existente da Vamos de concessionárias de máquinas; e [b] BMB, verticalizando a customização dos caminhões)”, comentaram os analistas Pedro Bruno, Gabriela Ferrante e Lucas Laghi, em relatório divulgado nesta quarta-feira.

Entre abril e junho de 2021, a Vamos reportou lucro líquido recorde de R$ 100 milhões, montante 2,5 vezes superior em comparação a igual período de 2020.

A receita líquida dobrou em um ano e atingiu R$ 665,6 milhões. Só o segmento de concessionárias registrou receita líquida de R$ 412,5 milhões, salto de 2,9 vezes mais que em 2020.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) avançou 66,2% no comparativo anual, de R$ 152,7 milhões para R$ 253,8 milhões.

Para o BTG, a Vamos está inserida em uma “indústria de oceano azul” e conta com vantagens econômicas. A visão de oceano azul do banco diz respeito aos baixos níveis de penetração e competição do segmento de aluguel de caminhões e máquinas no mercado doméstico. As vantagens são diversas: desde condições de compra superiores e capacidade comercial única até uma rede de vendas de ativos usados sem paralelo, permitindo maior poder de precificação.

“Acreditamos que o mercado deve mais uma vez parabenizar os resultados da empresa, que confirmou a mensagem de forte crescimento transmitida durante o dia do investidor da Simpar (SIMH3), com lucro líquido recorde e forte aceleração da receita líquida”, resumiram Lucas Marquiori, Fernanda Recchia, Bruno Lima e Marcel Zambello, do time de análise do BTG, em relatório também divulgado nesta quarta.

Recomendação de compra é unanimidade

Agronegócio-Grupo Vamos
O Itaú BBA acredita que a divisão de concessionárias seguirá apresentando uma boa performance, amparada por novas lojas, um melhor desempenho em máquinas agrícolas e níveis e vendas estáveis de caminhões (Imagem: Divulgação/Grupo Vamos)

O BTG e a XP mantiveram a recomendação de compra para a ação da Vamos, com preços-alvo de, respectivamente, R$ 73 e R$ 87. Segundo a XP, o valuation da Vamos continua atrativo, apesar do forte desempenho do papel.

O Itaú BBA, que também manifestou sua visão positiva sobre as demonstrações financeiras e operacionais da companhia, reiterou o rating de outperform (desempenho esperado acima da média do mercado) e o preço-alvo de R$ 61,50 (sem considerar os resultados do segundo trimestre).

O Itaú BBA acredita que a divisão de concessionárias seguirá apresentando uma boa performance, amparada por novas lojas, um melhor desempenho em máquinas agrícolas e níveis e vendas estáveis de caminhões.

Os resultados da Vamos superaram as expectativas da Ágora Investimentos, que seguiu com recomendação de compra para o nome, com preço-alvo de R$ 73.

Última atualização por Diana Cheng - 28/07/2021 - 14:01

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender
As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto