Potencial de geadas vai até dia 21 e zero de chuvas até início de junho no SE e CO

Giovanni Lorenzon
19/05/2022 - 14:29
O perigo de geadas fortes não se dissipou sobre o café, pelo menos até dia 21 (Imagem: REUTERS/Roosevelt Cassio)

Até dia 21 permanece a probabilidade de ocorrências de geadas no Sul, especialmente no Paraná, e nas áreas de baixadas de São Paulo, Mato Grosso do Sul e Minas. E chuvas são previstas apenas para o Sul, moderadamente até dia 25, e mais intensa e abrangente desta data até aproximadamente dia 1 de junho.

No resumo do mapa climático para o Brasil, atualizado nesta quinta (19) pelo NOAA (Administração Nacional Oceânica e Atmosférica, agência governamental dos EUA), os perigos para milho, café, cana e pastos não passaram.

O café, por exemplo, teve certo alívio nas últimas duas madrugadas, com geadas mais moderadas, mas ainda está na zona de risco.

O milho paranaense ainda tem chance de ser abatido pelas geadas, mas em termos de umidade carregará um pouco no Sudoeste até semana que vem, depois, até começo de junho, com pouco mais de abrangência para o Oeste e Centro do estado, com pouco mais de intensidade.

Já o cereal do Mato Grosso, Goiás, Oeste de Minas e do Norte do Mato Grosso do Sul seguem perdendo potencial com a seca se mantendo, segundo o Noaa.

Ampliando para São Paulo e Minas, vê-se que a falta de chuvas segue sobre os canaviais também, com a estiagem ganhando mais força, já seguindo algumas semanas.

Para Santa Catarina e Rio Grande do Sul, o outono mantem-se frio e chuvoso, com menor precipitação nos próximos sete dias, mas depois com médias de 45 mm até o começo do próximo mês, beneficiando o desenvolvimento das culturas de inverno.

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 19/05/2022 - 14:42

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto