Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Preços do petróleo fecham quase estáveis, pressionados por pandemia e demanda

26/01/2021 - 17:39
Petróleo
Já nos EUA, o número de casos bateu a marca de 25 milhões no último domingo (Imagem: Pixabay)

Os preços do petróleo fecharam nesta terça-feira praticamente estáveis, com o aumento contínuo no número de casos de coronavírus no mundo afetando as perspectivas de demanda, mas relatos de uma explosão na Arábia Saudita limitando as perdas nos mercados da commodity.

O petróleo Brent terminou a sessão em leve alta de 0,03 dólar, ou 0,05%, a 55,91 dólares por barril, enquanto o petróleo dos Estados Unidos (WTI) recuou 0,16 dólar, ou 0,3%, a 52,61 dólares o barril.

A Indonésia, quarto país mais populoso do mundo, superou nesta terça a marca de 1 milhão de casos confirmados de coronavírus, enquanto a contagem de mortes no Reino Unido ultrapassou o patamar de 100 mil, em momento em que o governo luta para acelerar as entregas de vacinas e conter a disseminação de variantes do vírus.

Já nos EUA, o número de casos bateu a marca de 25 milhões no último domingo, segundo dados da Reuters.

Em movimento que reduz ainda mais o sentimento altista no mercado, os membros do Partido Democrata norte-americano ainda tentam convencer parlamentares republicanos da necessidade de mais estímulos, levantando dúvidas sobre quando e de que forma um pacote será aprovado.

“Altos números da Covid, dificuldades com as vacinas e incertezas em torno do plano de estímulos de Joe Biden –tudo isso está conspirando para pressionar os preços”, disse Robert Yawger, diretor de futuros de energia do Mizuho.

As cotações chegaram a avançar brevemente na sessão, após relatos de uma explosão em Riad, capital da Arábia Saudita, embora os motivos ainda não tenham sido esclarecidos.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por André Luiz - 26/01/2021 - 17:39