Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Petróleo fecha perto de US$ 75, em máxima de vários anos

16/06/2021 - 18:00
Petróleo
Já o petróleo dos EUA subiu 0,03 dólar a 72,15 dólares o barril, após atingir 72,99 dólares (Imagem: REUTERS/Angus Mordant/File Photo)

Os preços do petróleo avançaram pelo quinto dia nesta quarta-feira, fechando a 75 dólares o barril, com as refinarias dos Estados Unidos reduzindo mais estoques de petróleo para aumentar as atividades e atender a demanda em recuperação.

Os estoques de petróleo recuaram 7,4 milhões de barris na semana de 11 de junho, informou a Administração de Informação sobre Energia (AIE), com a taxa de utilização de refinarias aumentando para 92,6%, a máxima desde janeiro de 2020, antes da pandemia.[EIA/S]

A redução de estoque foi mais forte que o esperado, guiada também por exportações em outro sinal de melhoria da demanda mundial.

O petróleo Brent avançou 0,40 dólar, ou 0,5%, para atingir 74,39 dólares o barril, alcançando a máxima desde abril de 2019 e somando ganhos por cinco dias seguidos.

Já o petróleo dos EUA subiu 0,03 dólar a 72,15 dólares o barril, após atingir 72,99 dólares, a máxima desde outubro de 2018.

“Com a refinaria acima dos 16 milhões de barris por dia e as exportações continuando robustas, será difícil os estoques evitarem reduções consistentes, com aproximação do pico do aumento na demanda de combustível durante a temporada de verão”, disse Matthew Smith, diretor de pesquisa de commodities da ClipperData.

O Brent avançou 44% neste ano, apoiado pelos cortes de oferta pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados, conhecido como Opep+, e recuperação na demanda.

A Opep+ reduziu os cortes históricos de oferta do ano passado, porém ainda retém milhões de barris de oferta diária do mercado.

Nesta quarta-feira, o Banco Central dos Estados Unidos também apresentou suas projeções para os primeiros aumentos de taxas de juros pós-pandemia para 2023.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por André Luiz - 16/06/2021 - 18:25

Pela Web