Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Presidente da Petrobras considera excelente resultado do 3º trimestre

29/10/2020 - 19:17
Roberto Castelo Branco
Castello Branco defendeu que há uma assimetria na percepção de desempenho de uma empresa pelos integrantes da mídia (Imagem: REUTERS/Sergio Moraes)

O presidente da Petrobras (PETR4), Roberto Castello Branco, definiu hoje (29) como “excelente performance” o resultado financeiro da companhia no terceiro trimestre deste ano, “a despeito de todo o ambiente de incerteza e da indústria do petróleo ter sido severamente atingida pela recessão global, com redução de preços, contração inicial de demanda”. Em coletiva virtual à imprensa, ele observou que houve uma recuperação, embora o ambiente ainda seja bastante desafiador.

Castello Branco defendeu que há uma assimetria na percepção de desempenho de uma empresa pelos integrantes da mídia, analistas de mercado e investidores, centrada na dicotomia entre lucro contábil e geração de caixa. O que os investidores valorizam é a geração de caixa, afirmou. “O lucro é uma variável contábil e ela não guia os negócios. Ela reflete registros”.

Segundo explicou Roberto Castello Branco, um fator importante para a determinação do lucro líquido ou prejuízo líquido da empresa no período foi a baixa de ativos da ordem de US$ 13,2 bilhões. Com isso, os ativos vão sofrer redução nos livros, “mas isso não implica, de maneira nenhuma, em redução da geração de caixa. Não tem impacto nenhum, a não ser o contábil”.

Geração de caixa

Para Castello Branco, a geração de caixa é muito importante porque significa o caixa com que são pagos os salários dos colaboradores da companhia, são pagos os impostos e dívidas e financiados investimentos. “Uma empresa sem caixa e liquidez é semelhante a um ataque fulminante do coração. Para tudo. E isso, felizmente, apesar do choque do petróleo e de demanda muito vigorosos, principalmente no mês de abril, quando os preços médios de petróleo chegaram a US$ 19 o barril, não se verificou sobre a Petrobras. Pelo contrário, tivemos uma excelente geração de caixa, graças, principalmente, a um excelente desempenho operacional”.

A geração de caixa medida pelos lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, do nome em inglês) foi de R$ 33,4 bilhões no terceiro trimestre de 2020, alta de 33,8% sobre o registrado no segundo trimestre (R$ 24,986 bilhões) e 2,6% acima do observado no mesmo período do ano passado (R$ 32,582 bilhões). Nos meses de julho, agosto e setembro, o prejuízo líquido da companhia foi de US$ 236 milhões, ou o correspondente a R$ 1,5 bilhão.

O presidente da Petrobras comentou que a produção de petróleo e gás natural aumentou 9% em comparação a igual período do ano passado; as refinarias, depois de chegar a um nível mínimo de utilização de 55%, operaram no terceiro trimestre acima de 80% do fator de utilização.

Castello Branco garantiu que apesar da redução do preço dos combustíveis, a empresa não teve margens negativas nem acumulou estoques. Os custos da Petrobras seguiram em processo de declínio, com barril de petróleo na área do pré-sal custando à companhia para extração US$ 2,30. Por outro lado, as despesas reais nominais, sem corrigir pela inflação, foram as menores nesses nove meses desde 2010. “É um resultado, sem dúvida, excepcional”.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Bruno Andrade - 29/10/2020 - 19:17