Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Pressão sob BBC por entrevista com Diana cresce após príncipes lançarem ataques contundentes

21/05/2021 - 12:17
O governo também criticou a BBC por sua investigação “lamentavelmente ineficaz” sobre as ações de Bashir no ano seguinte e por encobrir seus erros (Imagem: REUTERS)

O governo britânico prometeu nesta sexta-feira examinar como a BBC foi dirigida, após um inquérito sobre como a emissora conseguiu sua entrevista bombástica com a princesa Diana, em 1995, e críticas sem precedentes do seu filho, o príncipe William.

Uma investigação independente concluiu na quinta-feira que o jornalista Martin Bashir mentiu e enganou para persuadir Diana a concordar com a entrevista na qual ela revelou detalhes íntimos sobre seu casamento fracassado com o príncipe herdeiro Charles.

O governo também criticou a BBC por sua investigação “lamentavelmente ineficaz” sobre as ações de Bashir no ano seguinte e por encobrir seus erros. Bashir enganou o irmão de Diana induzindo-o a pensar que a equipe da princesa estava espionando-a, e que não era confiável.

Em uma declaração contundente, o filho mais velho de Diana, William, agora com 38 anos, chamou a forma como a entrevista foi garantida de “enganosa”.

“É uma tristeza indescritível saber que as falhas da BBC contribuíram significativamente para o seu medo, paranóia e isolamento que me lembro daqueles anos finais com ela.”

Seu irmão mais novo, príncipe Harry, disse que a entrevista fazia parte de uma série de práticas antiéticas que acabaram custando a vida de sua mãe.

“Nossa mãe perdeu a vida por causa disso, e nada mudou”, disse ele.

Diana morreu aos 36 anos em um acidente de carro em Paris em 1997, tendo se tornado uma pária efetiva da família real, que ela suspeitava estar tentando prejudicá-la quando seu relacionamento com Charles, pai de William, entrou em colapso.

A BBC pediu desculpas por suas falhas, mas ministros, jornais, críticos e alguns apoiadores disseram que o episódio levantou questionamentos para a emissora financiada pelo poder público.

“Estou obviamente preocupado com as conclusões do relatório de Lord Dyson”, disse o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, a emissoras.

“Só posso imaginar os sentimentos da Família Real e espero muito que a BBC tome todas as medidas possíveis para garantir que nada como isso aconteça novamente.”

Alguns em seu governo conservador, incluindo o próprio Johnson, expressaram ceticismo sobre o modelo de financiamento da BBC – uma taxa de licença cobrada de todas as residências com TV – enquanto muitos a acusam de ser politicamente tendenciosa.

“Deve haver uma séria mudança estrutural de governança dentro da BBC”, disse Michael Grade, ex-presidente da BBC, à rádio BBC.

A polícia de Londres informou que os policiais irão avaliar o conteúdo do relatório de Dyson para ver se há alguma nova evidência significativa, tendo previamente descartado uma investigação criminal

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Rafael Borges - 21/05/2021 - 12:17

Cotações Crypto
Pela Web