Do Brasil para o mundo

Pretende morar no Canadá? Governo limita entrada de estrangeiros no país, incluindo brasileiros; entenda

07 fev 2024, 16:54 - atualizado em 07 fev 2024, 16:54
Canadá, Internacional, Moradia, Turismo
Canadá barra estrangeiros que desejam estudar, trabalhar ou morar no país (Imagem: Getty Images/Canva)

O governo do Canadá anunciou uma prorrogação à restrição sob estrangeiros e empresas que buscam moradias no país. O prazo atual, que expira em 1º de janeiro de 2025, agora passa a expirar no dia 1º de janeiro de 2027.

A proibição tem como objetivo diminuir a crise de acessibilidade à habitação do país, e resolver o problema de cidadãos canadenses que enfrentam dificuldades no mercado imobiliário do país.

Outro fator que impactou na decisão das autoridades, foi o aumento dos custos que consequentemente aumentaram a intensidade da indústria da construção civil.

  • Salários altos e ‘chuva de vagas’ ainda é realidade no mercado de T.I.? Especialista fala sobre o panorama para 2024 e dá dicas para quem tem interesse em migrar para o setor. Confira a entrevista completa: 

Canadá: Quais os planos do governo?

O governo visa um plano econômico do governo federal, que torne a habitação mais acessível aos canadenses.

“Ao estender a proibição de compradores estrangeiros, vamos garantir que as casas sejam usadas como residências para famílias canadenses viverem e não se tornem uma classe de ativos financeiros especulativos. O governo pretende usar todas as ferramentas possíveis para tornar a habitação mais acessível para os canadenses em todo o país”, afirma Chrystia Freeland, Vice-Primeira-Ministra e Ministra das Finanças.

O plano econômico e os investimentos recentes na Declaração Econômica do Outono de 2023, buscam além de habitações mais acessíveis, construir casas mais rapidamente. Dessa forma, o plano inclui:

  • Lei de Habitação e Mercearia Acessíveis , que eliminou o Imposto sobre Bens e Serviços (GST) sobre novas moradias para aluguel;
  • Mais de US$ 40 bilhões por meio do Programa de Empréstimo para Construção de Apartamentos, que fornece financiamento de baixo custo para apoiar mais de 101.000 novas casas para alugar em todo o Canadá até 2031-32;
  • Mais de US$ 14 bilhões através do Fundo de Habitação Acessível para construir 60.000 novas casas a preços acessíveis, além de reformar 240.000 casas;
  • Um Fundo Acelerador de Habitação (Housing Accelerator Fund) no valor de US$ 4 bilhões, que incentivarão mudanças transformadoras aos municípios, removendo barreiras de zoneamento e construindo moradias mais rapidamente O fundo espera acelerar a construção de pelo menos 100.000 casas nos próximos três anos e de mais de 500.000 casas em todo o Canadá durante a próxima década;
  • US$ 4 bilhões de dólares através da Iniciativa de Habitação Rápida, que deverá ajudar a construir mais de 15.500 casas a preços acessíveis para pessoas sem-abrigo ou com graves necessidades de habitação;
  • Mais de US$ 200 milhões por meio da Iniciativa de Terras Federais para construir 4.500 novas casas, reaproveitando terras e edifícios federais excedentes para fornecedores de habitação a baixo ou nenhum custo;
  • Desbloquear US$ 20 bilhões em novos financiamentos para construir mais 30 mil apartamentos disponíveis para aluguel de 1 ano, e aumentar o limite anual para títulos hipotecários canadenses de US$ 40 bilhões para até US$ 60 bilhões;
  • A Carta Hipotecária Canadense, que detalha o alívio hipotecário personalizado que o governo espera que os bancos forneçam aos mutuários que enfrentam dificuldades financeiras com a hipoteca de sua residência principal;
  • A nova conta poupança Tax-Free First Home, que é uma conta poupança registrada que permite aos canadenses contribuir com até US$ 8.000 por ano um limite vitalício de até US$ 40.000 para seu primeiro pagamento; e,
  • Alocar quase US$ 4 bilhões para o objetivo do governo de acabar com os sem-abrigo crónicos, através da Reaching Home Estratégia do Canadá para os Sem-Abrigo.

Estagiária
Estudante de jornalismo na Universidade São Judas Tadeu, tem habilidades em edição de imagens e vídeos além da paixão pelo meio de comunicações. Estuda inglês e está em busca da fluência.
Estudante de jornalismo na Universidade São Judas Tadeu, tem habilidades em edição de imagens e vídeos além da paixão pelo meio de comunicações. Estuda inglês e está em busca da fluência.
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.