Protocolo Venus, da Binance Smart Chain, tem liquidação repentina de US$ 200 milhões

19/05/2021 - 9:55
Traduzido e editado por Vitória Tonetti Martini
O Protocolo Venus oferece serviços de empréstimo de finanças descentralizadas na Binance Smart Chain (BSC) e permite que usuários emprestem fundos usando XVS como garantia (Imagem: Crypto Times)

Nesta quarta-feira (19), o Protocolo Venus teve liquidações em massa de mais de US$ 200 milhões, devido a uma possível manipulação de preço de seu token nativo XVS.

O Protocolo Venus oferece serviços de empréstimo de finanças descentralizadas na Binance Smart Chain (BSC). O protocolo permite que usuários emprestem fundos usando XVS como garantia. Em todos os casos, o valor dos fundos emprestados deve sempre ser menor que a garantia fornecida.

Um aumento repentino do preço e sua consequente queda foram as principais causas das liquidações. O preço do token XVS disparou quase 90%, de US$ 76 para US$ 144, por volta da uma hora da manhã, no horário de Brasília, desta quarta-feira. Isso forneceu garantia aos usuários para fazerem maiores empréstimos de fundos, usando outros tokens, como bitcoin (BTC) e ether (ETH). 

Quando o preço caiu, os empréstimos ficaram sem garantia. Porém, ao invés de pagarem os empréstimos dentro do prazo, os tomadores de empréstimos decidiram manter seus tokens recém-adquiridos e deixar de pagar os empréstimos.

O protocolo, então, funcionou conforme o esperado, liquidando a garantia restante. 

O valor da garantia teve uma queda tão grande, que, mesmo quando vendido, era inferior aos valores dos empréstimos originais. 

Como resultado, o Protocolo Venus teve uma inadimplência de mais de US$ 95 milhões, na forma de 2 mil bitcoin (cerca de US$ 79 milhões) e 5,7 mil ether (quase US$ 17 milhões). Essa inadimplência significa que o protocolo não será capaz de cobrar as dívidas de seus usuários. 

O que causou o aumento do preço? 

De acordo com o fundador do Protocolo Venus, Joselito Lizarondo, que também é fundador da Swipe (subsidiária da Binance que fornece carteiras e cartões de débito cripto), as causas do aumento do preço foram as grandes demandas do mercado junto do fornecimento limitado de tokens, porque vários usuários fazem o stake de suas criptomoedas.

O protocolo Venus usa Chainlink como seu oráculo de preço e, aparentemente, a Chainlink retira os dados sobre o preço do XVS somente da Binance.

Segundo Igor Igamberdiev, do The Block Research, a corretora cripto é conhecida por sua alta liquidez, mas, para o token XVS, apresenta baixa liquidez, o que torna o preço facilmente manipulável.

Portanto, quando o preço aumentou na Binance, o protocolo Venus tomou isso como um indicativo de todo o mercado e aprovou maiores empréstimos. 

Lizarondo disse que “o protocolo funcionou como esperado” e “nenhum fundo foi perdido”. Porém, o fundador reconheceu a inadimplência, afirmando que o Venus usará seu programa de doações e utilizará XVS para cobrir o déficit.

Em novembro de 2020, um aumento do preço da stablecoin DAI levou a US$ 88 milhões em liquidações no protocolo DeFi Compound.

Em março do ano passado, a “Quinta-feira Sombria” fez com que US$ 8 milhões fossem liquidados no protocolo MakerDAO. Desse modo, as liquidações do Venus são, possivelmente, as maiores até hoje na história das finanças descentralizadas.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Vitória Tonetti Martini - 19/05/2021 - 9:55

Pela Web