Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Qual fundo imobiliário não vai se preocupar com aluguel em 2020? Veja estudo do Safra

24/12/2019 - 12:58
Analistas avaliam qual fundo imobiliário deverá ter menos preocupações no próximo ano (Imagem: Unsplash/@serjosoza)

A equipe de análise do Safra publicou estudo sobre fundos imobiliários obtido pelo Money Times nesta terça-feira (24), em que avalia qual empreendimento detém maior taxa de vacância dentro do universo de cobertura destes ativos.

A questão da taxa de vacância (proporção dos imóveis alugados em relação ao total disponível) nos fundos imobiliários é de suma importância.

Quanto menor for esse indicador, mais ocupado o empreendimento está e, desta forma, maiores são as probabilidades de reajustes maiores nos alugueis ao longo do tempo, pela simples questão entre oferta e demanda.

Em contrapartida, fundos imobiliários com elevada taxa de vacância podem apresentar potencial de valorização futura por estarem subutilizados em determinado momento por variáveis externas, como taxa de desemprego ou pouca propensão das empresas em investir.

Zero de vacância

O banco dividiu os setores existentes nos seguintes: agências bancárias, educacional, shoppings e logística.

Dentro do universo de “agências bancárias” e“educacional”, os fundos imobiliários possuem taxa de vacância zero, ou seja, estão com todos os espaços alugados.

Educação
Fundos imobiliários educacionais apresentam imóveis totalmente ocupados (Imagem: Unsplash/@syinq)

Os fundos imobiliários que possuem bancos como locatários dentro da cobertura do Safra são os seguintes: BB Progressivo (BBPO11); Santander Agências (SAAG11); Rio Bravo Renda Varejo (RBVA11); BB Renda Corporativa (BBRC11) e Mercantil do Brasil (MBRF11).

Por sua vez, os fundos imobiliários educacionais, que são alugados por faculdades, estão contidos nesta lista: Campus Faria Lima (FCFL11); Aesapar (RBED11) e Anhanguera Educacional (FAED11).

Dois extremos

Já dentro do universo dos shoppings, os fundos imobiliários com maior desocupação são os General Shopping Ativo e Renda (FIGS11) e RB Capital General Shopping Sulacap (RBGS11), com taxas de vacância de 11,6% e 11,2% – respectivamente.

Do outro lado, os fundos imobiliários Malls Brasil Plural (MALL11) e Max Retail (MAXR11) possuem taxa de vacância zero dentro de seus empreendimentos.

Shopping Iguatemi
Shoppings devem se beneficiar de melhora no crescimento econômico (Imagem: Gustavo Kahil/Money Times)

No segmento de logística, responsável por alugar galpões a companhias locatárias de centros de distribuição, por exemplo, o fundo imobiliário com maior taxa de vacância é o RB Capital Renda I (FIIP11B), na casa de 24,6%.

Já existem dois com taxa de vacância zero: GGR Covepi Renda (GGRC11) e VBI Logístico (LVBI11).

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Renan Dantas - 24/12/2019 - 21:49