BusinessTimes

Quem entra e quem sai da carteira da Mirae para maio; confira as quatro trocas

05 maio 2022, 12:45 - atualizado em 05 maio 2022, 12:45
carteira recomendada
A carteira da Mirae Asset sofreu quatro alterações para o mês de maio (Imagem: Banco do Brasil/Youtube)

A Mirae Asset  realizou quatro substituições na sua carteira recomendada para o mês de maio, com a retirada das ações da CSN (CSNA3), Itaú (ITUB4), Ultrapar (UGPA3) e Usiminas (USIM5) de seu portfólio.

As entrantes foram Multiplan (MULT3), Randon (RAPT4), Suzano (SUBZ3) e Banco do Brasil (BBAS3).

A Mirae justificou suas trocas dizendo estar trabalhando com cenário de “grande volatilidade” para o mês que se inicia.

“Aguardamos que as incertezas sobre o tempo que irá durar a crise na Ucrânia irão gerar forte descompasso nos preços de commodities, pressionando ainda mais o processo inflacionário no mundo. No campo político doméstico, aguardamos que o evento eleições continue em evidência, com movimentos políticos entre os candidatos já confirmados ganhando tração”, disse.

A corretora espera que a continuidade no movimento de alta das commodities, como petróleo, celulose, minério de ferro e proteína animal, não terá a força dos meses anteriores, graças a uma sinalização de desaquecimento da atividade econômica chinesa.

Olhando para o conflito na Ucrânia, a Mirae trabalha com um cenário sem expectativas fortes de resolução no curto prazo, considerando impactos econômicos como aumento no preço da energia.

“Na Europa o custo da energia pode continuar em evolução forte, caso seja mantida pela Rússia o boicote de envio de gás para a região”, afirmou.

Veja como ficou a carteira da Mirae Asset para o mês de maio

Empresa Ticker Peso
Brasil BBAS3 10%
Gerdau GGBR4 10%
Isa Ceetep TRPL4 10%
JBS JBSS3 10%
Multiplan MULT3 10%
Petrobras PETR4 10%
Randon RAPT4 10%
Suzano SUZB3 10%
Taesa TAEE11 10%
Vale VALE3 10%

 

Saiba mais: como declarar renda variável no imposto de renda?

Disclaimer

Money Times publica matérias de cunho jornalístico, que visam a democratização da informação. Nossas publicações devem ser compreendidas como boletins anunciadores e divulgadores, e não como uma recomendação de investimento.

Receba as newsletters do Money Times!

Cadastre-se nas nossas newsletters e esteja sempre bem informado com as notícias que enriquecem seu dia! O Money Times traz 8 curadorias que abrangem os principais temas do mercado. Faça agora seu cadastro e receba as informações diretamente no seu e-mail. É de graça!

 

Estagiária
Graduanda em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas, com enfoque acadêmico em Finanças Públicas. Tem experiência em empreendedorismo e novos negócios, tendo atuado na aceleradora de startups FGV Ventures. Participou da produção de podcasts sobre políticas públicas e atualidades, como "Dos dois lados da rua", "Rádio EPEP" e "Impacto FGV EAESP Pesquisa". Atuou como repórter na revista estudantil Gazeta Vargas.
Linkedin
Graduanda em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas, com enfoque acadêmico em Finanças Públicas. Tem experiência em empreendedorismo e novos negócios, tendo atuado na aceleradora de startups FGV Ventures. Participou da produção de podcasts sobre políticas públicas e atualidades, como "Dos dois lados da rua", "Rádio EPEP" e "Impacto FGV EAESP Pesquisa". Atuou como repórter na revista estudantil Gazeta Vargas.
Linkedin