Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Quer ganhar com shoppings? Existe somente um fundo imobiliário, diz Itaú BBA

24/12/2019 - 20:11
Shopping Iguatemi
Portfólio diversificado do fundo é elogiado pela equipe de análise (Imagem: Gustavo Kahil/Money Times)

Para o Itaú BBA, existe uma opção de fundo imobiliário pronta para ganhar com a recuperação da economia e do consumo: o CSHG Hedge Brasil Shopping (HGBS11).

A tese de investimento é fundamentada pela diversificação do portfólio deste fundo imobiliário, com participações em treze shoppings por todo o Brasil.

Além da diversificação, existe projeção de “potenciais reduções da inadimplência e da vacância”, o que contribui para a geração de caixa do fundo, segundo a analista Larissa Nappo.

Dono do shopping

A possibilidade inimaginável de comprar parte de um shopping center hoje é concreta através dos fundos imobiliários, modalidade de investimento comparável à renda fixa pela relação entre risco e retorno diminuta.

Basicamente, os fundos imobiliários possuem participações em shoppings centers, que por sua vez alugam espaços para lojistas e empresas varejistas, como Lojas Americanas (LAME4), Lojas Renner (LREN3) e Magazine Luiza (MGLU3), exporem seus produtos.

Os rendimentos dos alugueis das lojas são distribuídos através de dividendos entre os investidores do fundo. Desta forma, ganha-se através da locação do imóvel comercial.

Portfólio

Dos treze shoppings detidos pelo CSHG Hedge Brasil Shopping, existem quatro em que a Hedge Investments, gestora do fundo, possui participação majoritária, ou seja, livre capacidade de ingerência.

Destes, três se localizam no estado de São Paulo (Shopping Center Penha, Tivoli Shopping Center e Suzano Plaza Shopping) e um no estado de Mato Grosso (Goiabeiras Shopping Center), na capital Cuiabá.

Projeções

Para o Itaú BBA, a cota do fundo poderá chegar ao valor de R$ 317,00 no final de 2020, de acordo com as estimativas da equipe de pesquisa.

Caso se materializem as projeções, o ativo poderá subir 7,2%. A recomendação é outperform (desempenho acima da média do mercado).

Por último, a equipe de análise da Ágora Investimentos está um pouco mais cética em relação ao desempenho do fundo em 12 meses, projetando preço-alvo de R$ 305,00.

Neste último caso, o potencial de valorização se aproxima de 3,1%.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Gustavo Kahil - 24/12/2019 - 20:23

Pela Web