Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Quer saber tudo sobre o encontro da Vale? BTG e Credit Suisse contam

13/06/2019 - 12:15
Vale
Analistas destacam proatividade da mineradora no auxílio ao desastre de Brumadinho (Imagem: Vale)

A Vale (VALE3) promoveu encontro com analistas na última quinta-feira (12), no qual o novo CEO (Chief Executive Officer) Eduardo Bartolomeo e o CFO (Chief Financial Officer) Luciano Siani apresentaram os prognósticos para o futuro da maior mineradora do mundo.

Diante da promoção da conferência com os analistas, BTG Pactual e Credit Suisse relataram seus pareceres, destacando os pontos principais e listando projeções para as ações da companhia.

“Vemos a Vale em posição humilde e mais focada do que nunca na melhora da segurança, estabilidade e capacidade de predição de suas operações”, avala Leonardo Correia, do BTG, destacando o principal ponto da reunião.

Guidance mantido

Para o banco, a política de dividendos da companhia ainda não ocorre normalmente, porém a fórmula de pagamento de cerca de 50% pela fórmula do fluxo de caixa livre ao acionista deverá ser mantida.

Em adição, o BTG ressalta a manutenção do guidance entre 307 e 332 milhões de toneladas para 2019. O analista lista recomendação de compra para o ADR, com preço-alvo de US$ 15,50 – o que equivale a um upside (potencial de valorização) de 17,1%.

Proatividade

O Credit Suisse destaca inicialmente o esforço da mineradora em relação a disponibilização de recursos para as vítimas do desastre de Brumadinho.

Em um segundo momento, os analistas Caio Ribeiro e Rafael Cunha ressaltam a expectativa do management de produção na casa de 400 milhões de toneladas entre dois e três anos.

Além disso, o banco projeta que a fórmula para o pagamento de dividendos deverá ser de no mínimo 30% do Ebitda (geração operacional de caixa) e destaca que as negociações para reparação dos danos de Brumadinho “avançam bem”.

Fim do ano

“Ao todo, tivemos uma impressão positiva e estamos otimistas em torno de prospectos de triggers importantes para o final do ano, incluindo a conclusão das investigações pelas causas do rompimento da barragem e potencial acordo com as autoridades”, disseram os analistas.

Por fim, o Credit Suisse lista recomendação outperform (desempenho acima da média do mercado) para os ADRs da mineradora, com preço-alvo de US$ 18,00 – upside (potencial de valorização) de 36% em relação ao último fechamento.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Bruno Andrade - 13/06/2019 - 12:43

Cotações Crypto
Pela Web